PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente do Grêmio descarta anunciar novo treinador até domingo

Presidente do Grêmio só irá anunciar novo técnico depois do próximo jogo - Lucas Uebel/Grêmio
Presidente do Grêmio só irá anunciar novo técnico depois do próximo jogo Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/09/2016 11h06

Depois de conversar com os jogadores do Grêmio, antes do treino, o presidente do Romildo Bolzan Júnior se manifestou sobre a contratação de um novo técnico. Segundo ele, o foco se dá na partida contra o Fluminense e o novo comandante de campo não será anunciado nesta semana. 

"Descarto, não tem essa possibilidade (de anunciar treinador até domingo). O jogo de domingo a comissão técnica será a que já estava no Grêmio, a comissão é a mesma e não fará a mínima diferença ter ou  não ter treinador. É com eles que estamos e vamos fazer o jogo", disse. 
 
 
Entre os nomes cotados no momento, Milton Mendes e Rogério Micale abrem a lista. Vágner Mancini, Renato Gaúcho e Antônio Carlos Zago tem menos possibilidades. 
 
Antes, porém, o Tricolor irá definir um modelo de comando. O clube vive um dilema entre a contratação de um treinador que siga o projeto - que é preferência do presidente - ou um que cumpra até o fim do ano. 
 
"Existem nomes que já foram e para serem debatidos. Mas o que importa no momento não é tanto o treinador, mas recuperar o caminho. Não podemos desestabilizar por conta disso e daquilo. Todos fazem parte da comissão permanente do clube. Neste momento em que estamos focados é na partida contra o Fluminense. É isso que tem e que vai acontecer. Total foco na partida de domingo", explicou. 
 
O mandatário ainda explicou que não entrou em contato oficialmente com nenhum profissional e que primeiro irá definir o novo vice de futebol, para deixar de acumular o cargo como faz atualmente. 
 
"As avaliações serão do modelo. Emergência, continuidade, ano que vem. Temos que ver qual o modelo. Tenho minha posição, mas o debate será maior. É uma decisão política de peso e eu prefiro os debates bem feitos para que saiamos totalmente respaldados. É um procedimento mínimo para conduzir um processo coletivo de tanta repercussão. Tem que escolher o caminho para depois decidir", falou.
 
No momento do acerto, pesa, ainda, o modelo de contrato. Com três meses até o fim da temporada e uma eleição presidencial pela frente, o 'mandato tampão' pode acabar reduzindo as alternativas no mercado. 
 
"Tenho uma certa preferencia pelo perfil do projeto. Mas tem também o que consegue rapidamente resultado. E outra: conseguir um contrato de três meses é uma dificuldade. A legislação é difícil de ser cumprida, e o nível de relação que existe é extremamente acostumado. Um padrão contratual. Conseguir um técnico para três meses é muito difícil. Este debate também está sendo feito", comentou. 
 
A reapresentação dos jogadores do Grêmio ocorreu na manhã desta sexta-feira (16), na Arena. O jogo contra o Fluminense será domingo às 16h (horário de Brasília). James Freitas, que comanda o time interinamente, é auxiliar permanente do clube, trabalhou com Felipão e até já comandou o time em outras oportunidades. 
 

Futebol