PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Já chamam James de "Kaká colombiano" no Real. E não é por um bom motivo

James Rodríguez curte as férias com a família em Miami - Reprodução/The Sun
James Rodríguez curte as férias com a família em Miami Imagem: Reprodução/The Sun

Do UOL, em São Paulo

30/06/2016 09h02

O meio-campista James Rodríguez segue dando motivos para que as pessoas coloquem em dúvida sua permanência no Real Madrid na próxima temporada. O atleta colombiano foi comparado por jornais espanhóis ao meio-campista brasileiro Kaká, que é apontado como uma das maiores decepções da história do Real Madrid.

Segundo o jornal espanhol “Sport”, o clima para James Rodríguez não está nada favorável no Real Madrid. O atleta deveria ter aproveitado o período de férias após a participação na Copa América Centenario para tratar um problema físico no ombro. No entanto, o atleta optou por viajar a Miami com sua família, algo que incomodou bastante os dirigentes merengues. A situação é semelhante ao que Kaká havia feito quando atravessava situação semelhante no clube.

Por conta da viagem, que inclusive rendeu diversas fotos em redes sociais, James postergou uma cirurgia que precisaria ser realizada em seu ombro. Desta forma, existe a possibilidade do procedimento precisar ser feito no início da pré-temporada, em 25 de julho, quando ele deveria estar à disposição de Zidane para iniciar os treinos. Caso a cirurgia seja realizada, o atleta seria o último a integrar o elenco do treinador francês.

Pesa contra o jogador as comparações, inevitáveis, que estão sendo feitas pela diretoria. Seus companheiros de equipe, Keylor Navas e Danilo, realizaram intervenções cirúrgicas ao final da temporada. Desta forma, já estarão na reta final de recuperação no início da pré-temporada, algo que foi visto como um exemplo de comprometimento com a equipe merengue.

A falta de comprometimento de James, somada a sua pequena contribuição ao clube dentro das quatro linhas, fazem com que uma possível saída seja considerada pela diretoria, que teve ver um novo “caso Kaká”, já que alguns diretores já apelidaram o meio-campista de “Kaká colombiano”.

Futebol