PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Revelação do Flu "sumiu" do time titular e utilização com Levir é incógnita

DANIELZINHO FICOU CONHECIDO NA BASE POR CANETA DUPLA EM RIVAL

cm3j9afk2549

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/03/2016 06h02

Danielzinho iniciou a temporada com tudo. Recém-promovido das categorias de base, a joia precisou de poucos treinamentos para convencer o então técnico Eduardo Baptista de que tinha condições de atuar no time principal do Fluminense. No mesmo período, despertou o interesse do Shakhtar Donestk-UCR na troca por Wellington Nem. O Tricolor segurou o jovem, mas depois de alguns jogos parou de utilizá-lo.

Surpreendentemente, Danielzinho foi titular nas quatro primeiras partidas do Fluminense em 2015. Não teve grande destaque, mas atuações regulares que renderam elogios da comissão técnica. Mesmo assim foi para o banco em seguida. Nos outros quatro duelos restantes, virou reserva. Pior que isso, quase não foi utilizado, atuando por apenas 21min no período.

“O que me dá mais confiança e me deixa mais solto para jogar é o tempo que tenho no clube. Já são mais de dez anos. Tenho só um mês de profissional, mas frequento as Laranjeiras há muito tempo. E o clima no grupo facilita bastante”, disse Danielzinho quando ainda era relacionado.

De fato, o tempo de Fluminense já o deixou conhecido pelos torcedores antes mesmo de ele ser promovido aos profissionais. Além, é claro, da famosa caneta em que deu num clássico contra o Vasco, que rendeu até elogios de Falcão, craque do futsal.

Com a volta de Gerson, a situação de Danielzinho ficou ainda mais complicada, já que nem mesmo o apoiador da Roma, que teoricamente está na frente, assumiu vaga de titular até agora. Assim, a tendência é que a mais nova joia da base do Tricolor tenha oportunidades esporádicas no Fluminense.

Vale ressaltar, por outro lado, que o técnico Levir Culpi ainda não teve tempo para conhecer todo o elenco. O treinador, no entanto, deixou claro que nome não garante escalação. Nem mesmo a idade. Isso quer dizer que ele dará chance para quem tiver bem no treinamento, independentemente de qualquer outra avaliação.

Futebol