PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com medo de protestos, Nike cancela lançamento de camisa da seleção

REUTERS/Ueslei Marcelino
Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino

Guilherme Costa

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/03/2016 00h25

Marcado originalmente para a manhã desta quinta-feira (17), no Rio de Janeiro, o lançamento da nova camisa da seleção brasileira de futebol foi cancelado. Segundo a Nike, fornecedora de material esportivo da equipe nacional, a  decisão de postergar o evento foi tomada por causa de um temor sobre protestos violentos relacionados à conjuntura política do país.

Na tarde de quarta-feira (16), depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter sido confirmado como novo ministro da Casa Civil, houve manifestações, panelaços e buzinaços em pelo menos 16 Estados e no Distrito Federal. Por causa dos protestos, as pistas central e lateral da Avenida das Américas foram interditadas no sentido Santa Cruz, na altura da Avenida Salvador Allende.

O lançamento da nova camisa da seleção brasileira seria feito em uma quadra pública de futebol society no Aterro do Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro. Como o espaço é aberto, a Nike ficou com medo de não conseguir conter manifestações mais violentas.

O design dos novos uniformes da seleção brasileira ainda não foi confirmado, mas a coleção que seria apresentada na quinta-feira teria como grande novidade o calção amarelo no kit reserva (abandonando, portanto, os shorts brancos).

Os novos uniformes da seleção brasileira serão usados pela primeira vez no dia 25 de março, na Arena Pernambuco, em jogo contra o Uruguai pelas Eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2018. Além disso, vestirá a equipe nacional na Copa América deste ano.

Futebol