PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Conmebol debate uso de tecnologia no futebol e explica projeto

Árbitro teria 90 segundos para decidir - ALEJANDRO PAGNI-17.set.2015/AFP
Árbitro teria 90 segundos para decidir Imagem: ALEJANDRO PAGNI-17.set.2015/AFP

Do UOL, em São Paulo

24/02/2016 11h15

A Conmebol anunciou nesta quarta-feira uma série de debates para discutir a introdução da tecnologia no futebol. Ramón Jesurún, presidente da Federação Colombiana de Futebol e vice-presidente da Conmebol, chegou até a falar como seria o projeto.

“Os técnicos teriam 30 segundos para solicitar a revisão de uma jogada. O árbitro teria 90 segundos para tomar a decisão. Tudo deve ser muito rápido para que o jogo não perca a dinâmica. É uma variável do jogo porque o técnico tem de pensar se reclama da jogada nos primeiros minutos ou espera um momento definitivo porque só poderá usar uma vez nos 90 minutos”, falou Jesurun.

Wilmar Valdez, que comandou a Conmebol interinamente, não está convencido que o uso da tecnologia seja uma boa para o futebol.

“Muita tecnologia tira a essência do futebol, que é a emoção, a polêmica”, falou.

De acordo com a entidade, o uso de tecnologia é uma tentativa para tornar transparente o andamento das partidas.

Futebol