PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Eurico retorna aos trabalhos no Vasco após cirurgia no pulmão

Eurico Miranda está de volta ao Vasco após cinco dias de licença - Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco
Eurico Miranda está de volta ao Vasco após cinco dias de licença Imagem: Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/01/2016 17h02

Embora os médicos tivessem lhe solicitado repouso até o fim deste mês, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, retornou aos trabalhos no clube nesta segunda-feira após uma delicada cirurgia para a retirada de um tumor no pulmão.

O dirigente ficou licenciado do Cruzmaltino desde a última quarta-feira, quando realizou a intervenção de cerca de seis horas numa clínica particular no Rio de Janeiro. 

Sentindo-se bem, ele tem encarado uma agenda de reuniões e realiza as últimas tratativas para a renovação do patrocínio com a Caixa Econômica Federal por mais um ano.

Durante o período em que Eurico esteve ausente, os assuntos da presidência ficaram sob responsabilidade de seu assessor Ricardo Vasconcellos. 

Na última sexta, ao receber amigos e até alguns funcionários, Eurico já gesticulava bastante e dava ordens ao seu melhor estilo. O comportamento habitual aliviou familiares e aliados, que se mostraram apreensivos com a cirurgia realizada. Para eles, o presidente já estava "normal".

O problema no pulmão foi descoberto por Eurico durante exames de rotinas no final de 2015. Como a situação era bastante delicada, a cirurgia foi marcada logo para este mês de janeiro.

No último ano, o presidente vascaíno conviveu ainda com problemas semelhantes na bexiga, mas relutou em fazer a cirurgia para correção de problemas no local antes do fim da temporada do futebol. Quando se preparava para o tratamento no local, descobriu o problema ainda mais grave no pulmão.

Os problemas de saúde não chegam a ser uma novidade para Eurico Miranda. Após períodos intensos de tratamento enquanto esteve fora do Vasco – entre 2008 e 2014 –, o presidente superou momentaneamente uma doença na bexiga. Mas justamente em 2015, ao retomar o comando do clube, o tumor voltou.

Futebol