PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Processo de lojas oficiais contra Corinthians e parceiros ganha 18 adesões

Lojistas afirmam que 50 franquias fecharam nos últimos dois anos - Divulgação
Lojistas afirmam que 50 franquias fecharam nos últimos dois anos Imagem: Divulgação

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

22/07/2015 13h27

A divulgação de um processo coletivo das lojas oficiais do Corinthians atraiu uma série de novos interessados.

Em reunião na última terça-feira, a Associação Franqueados Todo Poderoso Timão definiu a coleta de 29 assinaturas de lojistas que pretendem ser ressarcidos pelo Corinthians, pela franqueadora SPR Sports e pelo Banco Plural, sócio da SPR.

Dessa forma, a associação contabiliza o crescimento de 11 para 29 interessados no processo. Eles se dividem em dois grupos: 15 lojas abertas, unidas em uma mesma ação, e outras 14 fechadas, que vão agir individualmente na justiça via cláusula arbitral.

Todos os três alvos do processo já receberam notificações recentes e a ação deverá ser entregue à justiça na próxima semana. Lojistas, Corinthians e SPR negociam sem sucesso, desde outubro, uma revisão do acordo.

As franqueadas acusam a SPR Sports, em especial, por não cumprir devidamente seu papel como franqueada no lançamento e distribuição de produtos, entre outras reclamações.

Os lojistas também responsabilizam a empresa pelo fechamento em massa de Lojas Poderoso Timão. Foram 50 nos últimos dois anos, segundo a associação, o que reduziu a rede de 130 para 80.

Futebol