PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras volta a se reunir com Adidas, mas impasse de renovação continua

O Palmeiras lançou em 2007 uma camisa na cor verde-limão. O uniforme fez muito sucesso - Antonio Gauderio / Folhapress
O Palmeiras lançou em 2007 uma camisa na cor verde-limão. O uniforme fez muito sucesso Imagem: Antonio Gauderio / Folhapress

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

02/03/2015 06h00

O Palmeiras ainda não finalizou as conversas com a Adidas para a renovação de contrato que terminou em dezembro de 2014.

A diretoria palmeirense se reuniu com o fornecedor de material esportivos na última sexta-feira para tentar acertar alguns itens do contrato, mas seguiu sem um acordo. Em 15 dias, as partes devem voltar a se encontrar.

O principal entrave é o valor do contrato. A equipe paulista acha que ganha muito pouco: cerca de R$ 17 milhões por temporada. Como base de comparação, a mesma empresa paga uma quantia semelhante para o Fluminense, que tem menos torcida e vende menos produtos que os palmeirenses.

Atualmente, apesar de ainda não ter um acordo, o Palmeiras recebe materiais esportivos da Adidas. Eles assinaram o chamado "memorando de intenções", prática jurídica que serve para iniciar as conversas de renovação e resguardar os envolvidos no negócio.

Internamente, o Palmeiras quer aproveitar o bom momento que vive no marketing, com novos patrocinadores e aumento brutal do faturamento em relação a 2014 para pressionar a Adidas.

Existiram algumas sondagens de outros fornecedores esportivos e isso também pesa contra uma renovação imediata com a empresa alemã. Palmeiras e Adidas trabalham juntos desde 2006. A parceria teve um grande case de sucesso que foi a camisa verde-limão.

Futebol