PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Velha guarda do Barcelona aposta em Neymar como sucessor de Messi

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona (Espanha)

07/04/2014 06h00

Eles já vivenciaram mais de meio século da história do Barcelona, presenciaram como associados do clube partidas brilhantes de diversos craques do passado como Crujff, Stoichkov, Maradona, Romário, Rivaldo e Ronaldinho, e agora se encantam com Neymar. Essa é a velha guarda do Barcelona, tratada com muita consideração pelo clube e confiante de que o brasileiro vai ser o substituto ideal do argentino Lionel Messi com o passar do tempo.

O UOL Esporte esteve na eleição que definiu a reforma do estádio Camp Nou durante a tarde de sábado e ouviu dos associados mais antigos do Barça opiniões sobre o brasileiro. Eles são numerosos no estádio, participam da vida política do clube com prazer e lotaram o pleito.

O Barcelona tem cerca de 150 mil associados e os mais antigos não faltam aos jogos do time. É nítido o prazer em falar do tempo de contribuição, dos ex-jogadores e do que pensam sobre o futuro de Neymar. A esperança é o que toma conta do discurso.

“Sabe aquele jogador que você percebe que entende muito de futebol? Já vi vários desse jeito por aqui e que se atrapalharam com a juventude. Só que o Neymar está se mostrando determinado e vai ocupar o posto do Messi em breve”, disse Juan Sanz, 84, sócio de número 1.774 do Barcelona, com quase 60 anos de contribuição.

Juan foi votar acompanhado da esposa Carmem, associada do clube há mais de 40 anos e uma auxiliar na resposta. “Meu marido se preocupa com a juventude do Neymar e teme não o ver centrado na carreira, pois já viu muitas promessas falharem por aqui. Só que imagina que em dois, três anos vai ser o melhor do Mundo. E vai ganhar a Copa do Mundo esse ano, viu?”, participou Carmem.

Foram diversos casais de idosos que compareceram ao pleito. O amor ao Barça e a participação política impressionam. E os comentários são sempre recheados de história: “Agora o Neymar está jogando muito aberto pela direita, e vejo que não está acostumado. Só que aqui é o Barcelona, e essa inversão de lado sempre acontece. Falavam a mesma coisa do Stkoickov que foi jogar pela direita e demorou a se acostumar. O Neymar vai ter que aceitar isso”, comentou Jordi Roma, 77, sócio há 43 anos.

O Barcelona privilegia os antigos associados do clube com cadeiras ao nível do gramado no meio do campo. Miguel Donnay, 74, sócio número 11.000, com 52 anos de contribuição, explica que paga 1.200 euros ao ano (cerca de R$ 3.840) para ter o direito ao assento em todos os jogos do time na temporada.

“Sendo bem sincero acho que o Barcelona pagou muito caro pelo Neymar e não está colhendo um resultado compatível com o preço. Está abaixo do rendimento e não faz tudo aquilo que vi nos vídeos. Só que confio muito na evolução dele. Isso é problema de um primeiro ano no Barcelona, uma coisa comum”, opina Donnay. Já o associado há 52 anos, Juan Campos, 77, é mais eufórico ao falar de Neymar: “Que jogador! O vejo passar com a bola nos pés e sei que alguma coisa vai sair de diferente. Eu fico cutucando a minha esposa com o braço toda a vez que ele toca na bola”, comentou Juan.

A esposa, Olga Maria, acompanha Juan em todos os jogos e vai ao estádio com o escudo do Barcelona em um broche de ouro pendurado na roupa. É um presente do clube dado aos associados com mais de 50 anos de contribuição: “O Neymar vai ter o futuro do Messi, nós conseguimos perceber isso”, comentou Olga.

O Barcelona negocia as cadeiras exclusivas no estádio a cada temporada na ordem crescente do número de registro do associado. E os mais velhos têm no comparecimento aos jogos uma característica: “Tenho mais de 40 anos como associado, venho sempre no mesmo lugar. Não me convide para nada em dia de jogo do Barça. Toda minha família sabe disso”, destacou Miquel Casanovas.

Miquel é outro fã de Neymar, mas não viu o gol do brasileiro no empate contra o Atlético de Madrid por 1 a 1, na partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, na quarta-feira passada: “O Neymar é mágico, extraordinário, mas não pude ver o gol dele da minha cadeira. É que nunca vi o Barcelona perder no estádio na minha vida. Quando toma o primeiro gol, me vou. É sempre assim” explicou o costume.

O orgulho é a principal característica da velha guarda do Barcelona. Ao responderem perguntas sobre Neymar, a maioria faz questão de mostrar a carteirinha de associado com o número de registro e o tempo de contribuição. É o caso de Narciso Portoles, 81, sócio de número 15.000, com mais de 50 anos de vida ativa no clube.

“Já vi todos os jogadores que você pode imaginar por aqui. Consigo te afirmar que o Neymar vai dar certo. Hoje ele só está atrás de Messi, Xavi e Iniesta. Em pouco tempo já será o melhor do time. Vai ser o melhor do Mundo quando passar a jogar centralizado por aqui”, projetou Narciso.

Na vitória por 3 a 1 do Barcelona sobre o Betis, pelo Campeonato Espanhol, em partida realizada durante o pleito, Neymar ficou no banco e só participou dos 15 minutos finais do jogo. Agora, a esperança da velha guarda é a de que o brasileiro seja o diferencial do time na busca pela Tríplice Coroa (Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Liga dos Campeões).

“Estamos em um momento em que todos vão marcar o Messi. São três, quatro jogadores em cima dele. Essa é a hora de tocar para o lado. É a hora de aparecer o Neymar”, opinou Sergi Navas, 71, associado do Barcelona há 41 anos.

Futebol