PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Reunião para homenagear campeões termina em desculpas e saia justa no Fla

O presidente Bandeira de Mello se desculpou após confusão causada pelo envio de um e-mail aos sócios - Alexandre Vidal/Fla Imagem
O presidente Bandeira de Mello se desculpou após confusão causada pelo envio de um e-mail aos sócios Imagem: Alexandre Vidal/Fla Imagem

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/03/2014 10h06

Um e-mail enviado pelo Conselho Diretor do Flamengo aos sócios causou constrangimento nos bastidores e virou tema da reunião realizada na sede da Gávea para homenagear os campeões da Copa do Brasil de 2013. O encontro aconteceu na última terça-feira e foi marcado pelo pedido de desculpas do presidente Eduardo Bandeira de Mello pela redação do documento.

A diretoria pediu no e-mail que os sócios respondessem uma pesquisa sobre a reforma estatutária. Porém, o texto denegriu gestões anteriores e o trecho “O novo estatuto vai nos dizer se continuaremos a viver do passado, com poucos grupos se perpetuando no poder e se aproveitando do clube” irritou consideravelmente alguns conselheiros.

O presidente do Conselho Deliberativo, Delair Dumbrosck, um dos comandantes do Rubro-negro no título brasileiro de 2009, repudiou a atitude e enviou outro e-mail aos sócios criticando duramente o conteúdo do texto.

No documento, Delair expôs a sua indignação e aumentou o clima de “saia justa” antes da cerimônia ocorrida na Gávea. Dumbrosck não esteve presente ao encontro do Conselho de Administração para homenagear os campeões da Copa do Brasil.

O técnico Jayme de Almeida, o diretor executivo Paulo Pelaipe e o lateral Leo Moura compareceram. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, o vice de futebol Wallim Vasconcellos e o vice-jurídico Flávio Willeman foram alguns membros da diretoria que marcaram presença.

Ciente do constrangimento causado por conta da situação, Bandeira de Mello usou parte do encontro para pedir desculpas pela redação do texto. O mandatário buscou amenizar o clima e reafirmou que a sua intenção é a de unir o Flamengo. Inclusive, uma nota oficial foi publicada no site do clube.

Procurado pela reportagem do UOL Esporte, Delair Dumbrosck isentou o presidente pelo texto, mas não escondeu a revolta com o fato criado pela diretoria.

“Soube por amigos que ele pediu desculpas. O presidente disse que a redação correta não era aquela. Sei que ele não escreveu o texto, pois não é do seu feitio. O Bandeira de Mello é uma pessoa muito ponderada. Alguém escreveu esse absurdo e mandou para frente. Não posso ficar calado. É preciso o mínimo de respeito e não se pode dizer que as pessoas têm outros interesses por conta do Flamengo. É bom pensar antes de falar ou escrever qualquer coisa”, afirmou.

Dumbrosck aproveitou para reafirmar apoio ao processo de reforma do estatuto e assegurou que vai colaborar com a diretoria no que julgar correto. Sobre a insatisfação de ex-presidentes com o conteúdo do e-mail e demais atitudes da gestão, o mandatário do Conselho Deliberativo preferiu o silêncio.

“Não posso falar sobre os outros. É claro que uma situação deselegante gera consequências. Mas o Flamengo sempre terá o meu apoio. Apenas isso. Vou convocar um processo para os ajustes no estatuto e lutar para que as modificações sejam certas”, encerrou.

Futebol