PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Agente de Scocco vem ao Brasil na quarta-feira para definir saída do Inter

Inter pede 8 milhões de dólares para liberar argentino que não quer seguir no Brasil em 2014 - Jeremias Wernek/UOL
Inter pede 8 milhões de dólares para liberar argentino que não quer seguir no Brasil em 2014 Imagem: Jeremias Wernek/UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Gramado (RS)

14/01/2014 17h05

O futuro de Ignacio Scocco começará a se definir nos próximos dois dias. Na quarta-feira, o empresário Fabian Soldini desembarcará em Porto Alegre para conversar com a direção do Internacional. Afastado após alegar falta de vontade em seguir no Brasil, o atacante será negociado e o plano vermelho é realizar a transferência o quanto antes.

Em Porto Alegre, Soldini irá se reunir com os integrantes do departamento de futebol provavelmente na quinta-feira. A conversa servirá para debater sondagens e ofertas por Scocco. A pedida vermelha é de 8 milhões de dólares.

O encontro é o primeiro passo efetivo para o gringo deixar o Inter. Afastado do elenco principal, Scocco se recupera de uma lesão no tornozelo, contraída nos últimos dias das férias, e aguarda a definição de seu futuro.

Aos dirigentes do Inter, o atacante afirmou que gostaria de atuar na Europa. A pedida financeira do Colorado também inviabiliza um retorno ao Newell's Old Boys ou qualquer outro time argentino, a não ser que seja por empréstimo - modalidade de negócio descartada pelos gaúchos até nova ordem.

O pai do jogador, Héctor Scocco, já indicou que o Sunderland, da Inglaterra, é o destino mais provável. O Internacional, contudo, garante que ainda ão recebeu nenhuma oferta oficial.

Destaque do Newell’s Old Boys na Libertadores de 2013, Scocco foi contratado pelo Inter em julho. Naquele momento, era o grande trunfo da diretoria para impulsionar o time à briga pelo título do Brasileirão.

Na prática, o camisa 32 foi uma contratação frustrada. Em 19 partidas marcou apenas quatro gols e fechou o ano fora de combate, em virtude de uma lesão muscular.

A gota d’água na relação, porém, foi o atraso na reapresentação. Scocco perdeu um voo e chegou após a cerimônia oficial do clube, no novo vestiário do Beira-Rio. E no dia seguinte, comunicou aos dirigentes e Abel Braga que gostaria de sair do clube.

VEJA COMO ANDA O MERCADO DA BOLA DO FUTEBOL BRASILEIRO

Futebol