PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bom Senso F.C. já conta com 300 atletas e fala em calendário que agrade TV

Rogério Ceni, um dos membros do movimento, afirma que proposta vai agradar a todos os envolvidos - Divulgação
Rogério Ceni, um dos membros do movimento, afirma que proposta vai agradar a todos os envolvidos Imagem: Divulgação

Guilherme Costa e Rodrigo Mattos

Do UOL, em São Paulo

30/09/2013 18h56

A primeira reunião presencial do Bom Senso F.C. - nome dado a uma mobilização de jogadores de futebol das duas primeiras divisões do Campeonato Brasileiro - aconteceu nesta segunda-feira, em São Paulo, e contou com a presença de 20 atletas - outros participaram por Skype. O movimento discutiu mudanças no calendário brasileiro e já apresentou, de maneira oficial, cinco tópicos como principais focos.

Após o encontro, o goleiro Rogério Ceni, capitão do São Paulo, foi o único a conversar de forma oficial com a imprensa. Ele disse que o grupo já conta com mais de 300 adesões. Além disso, o jogador afirmou que os atletas pensam em mudanças que agradem a todas as partes envolvidas.

"Nós queremos algo que seja bom para o futebol como um todo, e isso inclui a TV, que é quem banca a conta. O calendário foi o primeiro ponto que abordamos por causa da situação da próxima temporada. A mudança no calendário com férias e pré-temporada é boa para todo mundo, incluindo telespectadores e o principal patrocinador, que é a TV", disse. 

De acordo com Ceni, o próximo passo é pedir uma reunião com a CBF o quanto antes. No entanto, o capitão são-paulino alertou que a comitiva que vai conversar com a entidade será enxuta para não parecer uma “rebelião”. 

“Tivemos uma conversa e deixamos claro o que queríamos. A ideia é marcar com a CBF o mais rápido possível para discutir um calendário que seja conveniente para todos. Não estamos falando pelo bem dos atletas, mas pelo futebol brasileiro. O que nós queremos é pelo benefício da TV, do torcedor e de todo mundo que colabora. Não vamos com 20 porque seria uma rebelião. Os jogadores são uma parte importante, e nós estamos tentando ajudar", declarou o goleiro. 

Ceni ainda admitiu que algumas das lideranças do movimento têm sido afetadas pelas fases de suas equipes. O meio-campista Juninho Pernambucano, por exemplo, não esteve em São Paulo nesta segunda-feira porque decidiu priorizar os treinos do time carioca. "Futebol é muito efêmero e está condicionado a vitórias e derrotas. Temos muitos membros e vamos estar sempre presentes, mas nem sempre com os mesmos 20", explicou.

O atacante Barcos, do Grêmio, conversou com a "Rádio Gaúcha" pouco tempo após a reunião e seguiu a mesma linha das declarações de Ceni. Segundo o jogador do clube do Rio Grande do Sul, um comunicado oficial à CBF deve ser enviado ainda nesta semana. "Ainda não passamos o documento, mas devemos fazer isso amanhã ou quarta. Estamos no mesmo barco, como falam. Todos estão comprometidos. O que queremos é um futebol melhor. Tanto para nós como para o torcedor, que paga o ingresso e quer ver algo bom", afirmou.

Minutos depois do pronunciamento de Rogério Ceni, o grupo emitiu um comunicado oficial:

"Hoje, dia 30 de setembro de 2013, reunimos pela primeira vez parte do grupo signatário do movimento Bom Senso F.C., que já conta com o apoio de mais de 300 atletas das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

O encontro contou com a presença de 20 jogadores de vários clubes do país e teve como objetivo definir propostas centrais para questões que têm repercutido no rendimento dos atletas e na qualidade do nosso futebol, tais como:

1- Calendário do futebol nacional
2- Férias dos atletas
3- Período adequado de pré-temporada
4- Fair Play Financeiro
5- Participação nos conselhos técnicos das entidades que regem o futebol

Ao fim da reunião, um documento foi assinado por todos os atletas presentes. O mesmo será encaminhado para a CBF requisitando um encontro para que possam ser debatidos os temas acima, visando benefícios ao futebol brasileiro.

Bom Senso Futefol Clube,
Por um futebol melhor.
Para quem joga,
Para quem torce,
Para quem transmite,
Para quem patrocina.
Por um futebol melhor para todos.

Barcos (Grêmio)
Dida (Grêmio)
Alex (Coritiba)
Gilberto Silva (Atlético-MG)
Lincoln (Coritiba)
Fabrício (São Paulo)
Rafael Moura (Inter)
Gabriel (Inter)
Juan (Inter)
D'Alessandro (Inter)
Alex (Inter)
Deivid (Coritiba)
Jadson (São Paulo)
Edu (Sem clube)
Bruno (Palmeiras)
Correa (Portuguesa)
Edu Dracena (Santos)
Rogério Ceni (São Paulo)
Paulo César (Sem clube)
Paulo André (Corinthians)"

 

Futebol