Topo

Futebol


Emerson evita polêmica e não usa chuteira contra o preconceito

Modelo preparado para Emerson Sheik, mas que não foi utilizado pelo jogador contra o Vasco - Divulgação
Modelo preparado para Emerson Sheik, mas que não foi utilizado pelo jogador contra o Vasco Imagem: Divulgação

Gustavo Franceschini

Do UOL, em São Paulo

27/08/2013 06h00

Depois de uma semana turbulenta, Emerson Sheik parece disposto a evitar novas polêmicas. No último domingo, ao contrário do que chegou a ser anunciado, o atacante não usou as chuteiras especiais com a mensagem “Fora preconceito”.

A informação passou praticamente batida no último fim de semana, mas foi confirmada pelo Corinthians. Pela TV foi possível ver que Emerson estava com um modelo parecido com aquele divulgado, mas somente depois do 1 a 1 com o Vasco confirmou-se que ele não continha a inscrição em questão.

O calçado especial foi pedido pelo estafe do jogador e foi produzido e divulgado pela Adidas, patrocinadora pessoal de Emerson. Em um pé o atacante estamparia a mensagem “Fora preconceito”, no outro “Gentileza”.

O atleta não informou o motivo da desistência, mas ela se dá depois dele ter se reunido com representantes da Gaviões da Fiel, na última sexta. Incomodados com a bandeira contra a homofobia levantada por Emerson, os organizados foram ao CT Joaquim Grava e, com a anuência do clube, conversaram com o jogador.

Momentos depois do encontro, Emerson pediu desculpas a quem se ofendeu com o beijo que ele deu em seu amigo. A Gaviões também emitiu uma nota oficial registrando o ocorrido e divulgando uma suposta declaração do jogador. “Foi só uma brincadeira com um grande amigo meu, até porque eu não sou são-paulino”, teria dito ele.

O preconceito na fala de Emerson irritou quem o defendeu na briga contra a homofobia. O Corinthians decidiu não se manifestar sobre o teor da reunião. O estafe de Emerson, da mesma forma, não se pronunciou sobre a declaração, sem negar ou confirmar que o suposto comentário divulgado pela Gaviões. 

Futebol