PUBLICIDADE
Topo

Copa 2018

Francês diz que temeu corte após causar evacuação de hotel em comemoração

Adil Rami em ação durante jogo da seleção francesa - Laurence Griffiths/Getty Images
Adil Rami em ação durante jogo da seleção francesa Imagem: Laurence Griffiths/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/07/2018 13h22

Classificação e Jogos

Zagueiro do Olympique de Marselha e da seleção francesa, Adil Rami fez parte do elenco que se tornou campeão da Copa do Mundo da Rússia. No entanto, o defensor teve medo de não chegar até o fim da campanha após provocar evacuação do hotel ao comemorar a vitória sobre a Argentina.

Após o jogo, válido pelas oitavas de final do Mundial, Rami estava em seu quarto jogando videogame enquanto seus companheiros comemoravam o triunfo nos corredores de um hotel. Eles tentaram forçar a entrada nos aposentos do zagueiro, e foi aí que o incidente aconteceu.

"Comecei a jogar Fortnite no meu quarto. Nos corredores, eles cantavam e batiam nas portas. Depois, entravam e viravam os colchões. Senti que eles estavam vindo para o meu quarto e vi um extintor de incêndio próximo. Eu abri a porta, Mendy a travou com o pé e chamou os demais. Fui direto para o extintor, liguei a chave de segurança e fui até eles. Tudo estava envolto em uma espessa nuvem branca de fumaça, e foi quando eu percebi o tamanho do problema. Eu pensei que eles iam me dispensar. Foi uma loucura. Começamos a correr, e a segurança veio nos pedir para evacuar o hotel, porque a fumaça era tóxica", disse Rami, em entrevista à emissora francesa "TF1".

A cena da evacuação, que contou com o técnico Dider Deschamps de pijama e a chegada de policiais e bombeiros, fez com que o defensor temesse ainda mais por seu futuro.

"Todos saíram do hotel. Até os funcionários. Deschamps também saiu de pijama. Foi quando eu disse 'ah, m...'. Quando vi a polícia e os bombeiros chegarem, pensei: 'estou morto'", descreveu.

Copa 2018