PUBLICIDADE
Topo

Copa 2018

Messi faz três, dá assistência, e Argentina goleia Haiti na Bombonera

Do UOL, em São Paulo

29/05/2018 22h03

Classificação e Jogos

Se havia alguma desconfiança a respeito de Lionel Messi na Bombonera, ela se dissipou na noite desta terça-feira (29). Na goleada por 4 a 0 da Argentina sobre o Haiti, o craque fez três gols, deu assistência para Aguero marcar o quarto e liderou a festa no estádio do Boca Juniors.

A seleção argentina está no grupo D da Copa do Mundo, de modo que fará sua estreia na Rússia no dia 16 de junho, contra a Islândia, em Moscou. As outras duas equipes são Croácia e Nigéria.

Quem brilhou: Messi

messi - Marcelo Endelli/Getty Images - Marcelo Endelli/Getty Images
Imagem: Marcelo Endelli/Getty Images

Não é surpreendente dizer que um jogador como Lionel Messi decidiu uma partida, mas vamos dizê-lo mesmo assim. Em plena Bombonera, onde já foi tão questionado, o camisa 10 brilhou com três gols e uma assistência. Quando Lo Celso levou um chute de Adé na coxa direita aos 15 do primeiro tempo e caiu dentro da área, a torcida já se levantou ciente do que viria a seguir: cobrança bem feita e gol de Messi (veja acima).

O domínio argentino era tão expressivo que, quando o segundo gol saiu, o Haiti já não encostava na bola havia quase cinco minutos. Assim, aos 13 do segundo tempo, Messi pegou o rebote de Lo Celso e ampliou.

O terceiro gol foi relativamente mais fácil, graças a Cristian Pavón. O jogador driblou os haitianos pela esquerda, invadiu a área e cruzou para Messi, que se viu livre diante de Placide. Com o gol aberto à sua frente, ele não teve muito trabalho.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, foi o camisa 10 que organizou uma bela jogada de troca de passes no ataque. A bola caiu no pé de Di María, que tirou tinta da trave esquerda do goleiro haitiano. Antes disso tudo, Messi já havia dado boa arrancada e exigido uma defesa de Placide.

Higuain teve o apoio da torcida

Os gols perdidos em momentos-chave dos últimos anos criaram desconfiança em torno de Higuain na seleção argentina. Nesta terça-feira, porém, o atacante foi ovacionado pela torcida, que parecia tentar uma injeção de confiança no jogador - que não fez muito em campo.

Mas quem marcou foi Aguero, de volta ao time

O atacante virou dor de cabeça para Jorge Sampaoli em abril, quando teve de passar por uma artroscopia no joelho. A previsão de um mês de recuperação se cumpriu, e Aguero entrou em campo aos 15 do segundo tempo, no lugar de Higuain, logo após o segundo gol de Messi. Foi do camisa 10 que ele recebeu uma bela assistência aos 24, no melhor estilo "é só fazer". E fez.

Caballero assumiu as luvas

caballero - Gabriel Rossi/Getty Images - Gabriel Rossi/Getty Images
Imagem: Gabriel Rossi/Getty Images

Com a lesão e o subsequente corte de Sergio Romero na lista de Sampaoli para a Copa, o técnico teve que escolher um substituto para o amistoso. A missão não caiu nas costas de nenhum novato, mas sim ao veterano Willy Caballero, de 36 anos, do Chelsea. Como era de se esperar, o goleiro nem sequer chegou a ser testado pelo Haiti: foram 20 chutes a 0.

Embora seja cinco anos mais velho que Romero, Caballero só tem duas convocações pela equipe principal da Argentina, sendo apenas uma com Sampaoli. Foi justamente nos amistosos de março deste ano que ele estreou pela seleção com boa atuação na vitória sobre a Itália. Em seguida, começou na reserva e substituiu Romero, lesionado, no início da goleada por 6 a 1 sofrida diante da Espanha.

O último resultado, no entanto, não desanimou Sampaoli. As defesas contra a Itália lhe renderam pontos, assim como seu estilo. Afinal, o treinador da Argentina gosta de goleiros que sabem sair jogando com os pés.

Cadê a defesa do Haiti?

A escalação do Haiti foi ousada. O técnico Marc Collat não só levou a equipe a campo com um 4-3-3, como ainda montou um banco de reservas com apenas um único jogador defensivo, o zagueiro Vernet. Todos as outras opções atuam do meio para frente, de modo que o treinador não teria muito o que fazer se quisesse apostar em uma retranca durante a partida.

FICHA TÉCNICA
Argentina 4 X 0 Haiti

Data e hora: 29 de maio de 2018, terça-feira, às 20 horas
Local: La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina)
Árbitro: Arnaldo Samaniego
Auxiliares: Darío Gaona e Rodney Aquino
Cartões amarelos: Adé, Cantave (Haiti)
Gols: Messi, aos 16 minutos do primeiro tempo, aos 13 do segundo e aos 21, e Aguero aos 24 (Argentina)

ARGENTINA: Caballero; Salvio, Otamendi, Fazio (Rojo) e Tagliafico (Acuna); Mascherano, Lo Celso (Banega), Lanzini (Meza), Di María (Pavón) e Messi; Higuain (Aguero)
Técnico: Jorge Sampaoli

HAITI: Placide; Arcus (Vernet), Adé, Jérôme e Alex Júnior; Alceus (Chevreuil), Herivaux (Labissiere) e Vorbe (Etienne); Cantave (Sprangers), Nazon e Sanon
Técnico: Marc Collat

Copa 2018