Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

Torcida do Flamengo sofrerá até a última rodada

Que a torcida do Flamengo não se iluda, Será duro, sofrido, difícil assim até o final do Brasileiro. Desistam: o time rubro-negro não embalará com Tite na atual temporada. Talvez na próxima, se a reformulação mais que necessária for bem-feita, o que, se depender de Landim, Braz e Spindel, soa improvável. Ou o professor Adenor pega o pião na unha, ou não vai prestar.

Contra o sempre perigoso Fortaleza do ótimo Juan Pablo Vojvoda, no Castelão, foi assim. Escalado com dois pontas abertos (Luís Araújo e Cebolinha) e um centroavante fixo, como pivô (Pedro), além de Arrascaeta, solto, na armação, o Flamengo de Tite foi melhor, no primeiro tempo e, mesmo sem ser brilhante, mereceu a vantagem de 1 a 0, gol de Pedro. Teve ainda duas chances claras, em contra-ataques, com Arrascaeta e Cebolinha, que não souberam concluir cara a cara com o goleiro João Ricardo.

Após o intervalo, tudo mudou. O Fortaleza veio pra cima, tomou conta do jogo e o Flamengo se perdeu, Levou bola na trave, cabeçada raspando a baliza e etc. Como de hábito, o rubro-negro se mostrava sem pernas para manter o ritmo dos 45 minutos iniciais e parecia preocupado apenas em se defender.

Tite começou a fazer as substituições (a primeira delas, por contusão de Thiago Maia) e as entradas de Rodrigo Caio (como volante), Éverton Ribeiro, Victor Hugo e Ayrton Lucas acabaram sendo decisivas. Lucas e Ribeiro participaram ativamente do gol de Luís Araújo, que garantiu o triunfo, no momento de maior pressão do Fortaleza.

Com 53 pontos, o Fla se manteve em sexto na classificação, o que lhe garante apenas vaga na pré-Libertadores. A briga pelo último lugar no G-4 dá sinais de que será travada entre o rubro-negro, o Grêmio e o Atlético Mineiro (o Paranaense também tem chances, mas está mais distante). É improvável que Botafogo, Palmeiras e Red Bull Bragantino não terminem entre os quatro primeiros, garantindo vaga direta na fase de grupos.

O problema do time de Tite é o confronto direto com as duas equipes que ainda sonham com o título: Bragantino e Palmeiras. Há quem diga que se vencer ambos (hipótese pra lá de improvável pelo futebol que o Fla vem jogando), ainda tem até chances de ser campeão.

O rubro-negro de bom senso sabe que isso é um sonho impossível. Se conseguir a vaga direta na próxima Libertadores, já será lucro, numa temporada vergonhosa sob todos os aspectos e qualquer ponto de vista. Parabéns, Landim, Braz, Spindel e quejandos...

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes