Perrone

Perrone

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

Desempenho do Corinthians em derrota na Vila foi de apavorar futuro técnico

O Corinthians repetiu erros coletivos e individuais apresentados nas quatro derrotas anteriores e perdeu sua quinta partida seguida de seis disputadas no Paulistão. O algoz da vez foi o Santos, que venceu por 1 a 0 na Vila Belmiro e manteve o rival na zona de rebaixamento do Estadual.

A atuação foi de apavorar António Oliveira, que está perto de ser apresentado como novo treinador corintiano.

O desempenho do time paulistano, comandado interinamente por Thiago Kosloski, mostrou ao futuro substituto de Mano Menezes que ele terá um árduo trabalho pela frente. O novo técnico precisará recuperar atletas e dar o mínimo de forma coletiva ao Alvinegro da capital.

Hugo, que novamente abusou dos erros nos passes (foram 11 errados e 21 certos, segundo o Footstats) e na marcação, Maycon, repetidamente lento, e Fagner, que foi mal outra vez, estão entre os jogadores que precisam ser recuperados. Claro, há também o caso crônico de Yuri Alberto, que entrou no segundo tempo.

A onda de ruindade atingiu até o zagueiro Félix Torres, que passou segurança ao torcedor corintiano em seus primeiros jogos, mas já não tinha jogado bem na derrota por 3 a 1 para o Novorizontino. Ele se posicionou mal e não subiu na jogada aérea no gol do Santos, marcado por João Schmidt, no primeiro tempo.

Rodrigo Garro, em quem a Fiel aposta as suas fichas, mostrou habilidade em alguns lances. No entanto, sem entrosamento com os companheiros, ele teve uma estreia discreta.

Marcação frouxa, erros de posicionamento na defesa e no ataque, excesso de passes errados e, principalmente, falta de criatividade na armação foram problemas antigos que voltaram a ser exibidos.

A apresentação corintiana só não foi pior para o torcedor Alvinegro porque o Santos, líder de seu grupo, recuou demais no segundo tempo e acabou sendo pressionado nos últimos minutos.

Apesar de ter criado duas chances para empatar nos instantes derradeiros, a impressão que o Corinthians deixa para o seu próximo técnico é que a situação é das mais graves. Por sua vez, o Peixe, comandado por Fábio Carille, reforça a imagem de principal destaque do Paulistão até aqui. O time do litoral tem a melhor campanha da competição neste momento.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes