PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Melhor do Brasileirão: estatatísticas credenciam Scarpa, Hulk e Artur

Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras sobre o Sport - Rafael Vieira/AGIF
Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras sobre o Sport Imagem: Rafael Vieira/AGIF
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

19/07/2021 11h51

As estatísticas do Brasileirão mostram o palmeirense Gustavo Scarpa como postulante ao título de melhor jogador do Brasileirão. Ele aparece entre os melhores nos principais rankings de quesitos ofensivos.

Levando-se em conta as estatísticas, o atleticano Hulk e Artur, do Red Bull Bragantino, também estão na briga.

Gabigol estreou no campeonato mergulhando nessa disputa. O atacante, que voltou da seleção brasileira, fez três gols na goleada do Flamengo por 5 a 0 sobre o Bahia, no último o domingo (18).

De acordo com o site Sofascore, Scarpa é o líder de assistências do Brasileirão com sete passes para gols dos companheiros em 12 partidas disputadas (média de 0,58 por jogo).

Artur e Hulk dividem a segunda posição dessa lista com cinco assistências cada. Ambos também jogaram 12 vezes, registrando média de 0,41 assistência por partida.

Em número de gols marcados, Hulk é o melhor do trio com quatro tentos no Brasileiro. Scarpa e Artur marcaram três cada.

Gilberto, do Bahia, com sete gols, é artilheiro da competição até aqui. Gabigol tem três gols com apenas uma partida disputada.

Contando gols e assistências, Scarpa teve participação decisiva em cerca de 42% dos gols do Palmeiras no campeonato.

Pelo mesmo critério, Hulk foi fundamental em aproximadamente 56,5% dos gols do Galo. A marca de Artur em relação ao Red Bull Bragantino é de cerca de 34%.

Empatado com o gremista Ferreira, Scarpa é o segundo jogador do Brasileirão que mais finaliza por partida em média. Sua marca é de 3,3 finalizações por jogo.

Artur é o quarto colocado (média de 3,2 conclusões por apresentação). Hulk ocupa a quinta posição desse ranking (média de três arremates por partida).

Marinho lidera a lista de finalizadores com média de 3,8. Gabigol não aparece no ranking do Sofascore, mas concluiu cinco vezes contra o gol adversário em seu único jogo no Brasileirão, segundo o mesmo site.

Os números apenas reforçam o que vemos sem lupa durante os jogos. Scarpa, Hulk e Artur são regulares e decisivos em times que brigam pelo título. E Gabigol só precisou de um jogo para mostrar sua importância. A briga promete.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Blog do Perrone