PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Bruno Covas herdou time do avô e tinha camisa assinada por Pelé como 'joia'

Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

16/05/2021 12h25

Em novembro do ano passado, Bruno Covas, prefeito licenciado de São Paulo e que faleceu neste domingo (16), falou ao blog sobre sua paixão pelo Santos. Por meio de sua assessoria de imprensa, ele contou que herdou de seu avô Mário Covas o amor pelo clube da Vila Belmiro e que o transmitiu a seu filho, Tomás.

Na ocasião, a entrevista não foi publicada porque Guilherme Boulos não respondeu a perguntas semelhantes sobre seu time, o Corinthians. Os dois disputavam o segundo turno da eleição para a prefeitura de São Paulo. O equilíbrio se fazia necessário.

Ao responder como virou torcedor do Santos, Covas disse:

"Uma das pessoas que mais me inspiraram na vida foi meu avô. Foi por causa dele que eu resolvi ser político e também vê-lo torcendo que me tornou torcedor do Santos".

Ao responder qual sua maior alegria e a maior tristeza assistindo a um jogo do Santos, Covas citou seu filho.

"A maior alegria é quando eu vejo meu filho comemorando um gol do Santos e minha maior tristeza é quando eu o vejo triste no estádio", respondeu.

Indagado se preferia assistir ao Santos no Pacaembu ou na Vila Belmiro, respondeu: "lá na Vila. No alçapão".

Ele também contou que considera Neymar o melhor jogador que viu jogar por seu time.

Covas revelou ainda qual a maior relíquia relacionada ao Santos que possuía: "uma camisa autografada por Pelé".

Blog do Perrone