PUBLICIDADE
Topo

Blog do Perrone

São-paulino, não critique só Diniz. Derretimento também é culpa de atletas

Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

20/01/2021 23h31

O esporte preferido de muito torcedor do São Paulo depois do futebol é massacrar Fernando Diniz. Neste momento, após a derrota para o Internacional por 5 a 1 e a perda da liderança do Brasileirão para o Colorado, sobram são-paulinos ocupados em despejar críticas no treinador.

Diniz tem muita culpa no derretimento do São Paulo. Mas os jogadores precisam dividir a responsabilidade com o comandante. Claro, a diretoria também tem sua parcela de participação nessa derrocada.

Os jogadores do clube do Morumbi erraram muito nos últimos jogos. O terceiro e quinto gols do Inter nesta quarta ilustram essa situação.

A jogada do 3 a 1 começou numa desatenção de Vitor Bueno na saída de bola. Peglow fez o bloqueio e, Yuri Alberto, autor de três gols no jogo, mandou para as redes.

Os mais irritados com Diniz irão dizer que a culpa é do técnico por insistir na saída da defesa com toque de bola. Mas que culpa o treinador tem se seu jogador está com a cabeça no mundo da lua na hora do passe?

Nesse caso, a culpa não foi da ideia de jogo imposta pelo treinador, mas do erro individual provocado por falta de atenção.

No quinto gol, foi a vez de Daniel Alves entregar a bola para Patrick, que serviu Yuri Alberto.

Se Diniz tem culpa nesse lance, só pode ser por escalar Dani mais uma vez. O veterano tem cometido várias falhas e já deveria estar na reserva.

Aconteceram também falhas de posicionamento e falta de movimentação dos são-paulinos para fugir da marcação adversária.

Aqui a responsabilidade do treinador aumenta. Diniz não deu um leque maior de jogadas para seu time. Os adversários aprenderam a dominar o ex-líder do Brasileirão. E Diniz não socorreu seu atletas com opções.

Ou seja, você que gasta energia reclamando do treinador tricolor, tem motivos para continuar fazendo isso. Mas, ao contrário do São Paulo, varie. Tem mais gente no time que merece sua crítica.

Se inscreva no canal Ricardo Perrone no YouTube

Blog do Perrone