Topo

Coluna

Oscar Roberto Godói


Na Europa, nenhum técnico culpou arbitragem por eliminações; e aqui?

Tiago Nunes detonou a arbitragem na derrota para o Boca Juniors - Gabriel Machado/AGIF
Tiago Nunes detonou a arbitragem na derrota para o Boca Juniors Imagem: Gabriel Machado/AGIF
Oscar Roberto Godói

Jornalista e ex-árbitro, esteve sob a chancela da Fifa de 1993 a 2000.

10/05/2019 15h08

A semana está se encerrando com maravilhosas recordações de como ainda é possível assistir a excelentes jogos de futebol e, melhor, perder e assumir a responsabilidade sem transferir a culpa da incompetência para a arbitragem. A exceção ficou por conta do técnico do Athletico, Thiago Nunes que, ao ser derrotado de virada pelo Boca Juniors por 2 a 1, detonou a arbitragem. E, pasmem, só valia a posição final na classificação do grupo, já que os dois estavam garantidos.

Como os dois adversários podem se enfrentar novamente na sequência da competição, talvez a bronca tenha endereço futuro quando teremos o uso do VAR nos jogos eliminatórios. O técnico não deixa de ter sua razão ao reclamar do pênalti da bola no braço do zagueiro. Mas, hoje em dia, nem todo pênalti é garantia de gol.

Agora, dizer que ninguém ganha do Boca em La Bombonera sem VAR é ignorar o passado e não assumir a incompetência técnica ou tática, individual ou coletiva.

O Flamengo empatou com o Peñarol lá no Uruguai e se classificou tendo contra si um erro grave da arbitragem que expulsou injustamente o lateral Pará. Caso tivesse sido eliminado o árbitro seria o culpado e não a incompetência dos atacantes rubro-negros. Ainda bem que o técnico Mano Menezes não transferiu para a arbitragem a derrota do Cruzeiro contra o Emelec por 2 a 1, perdendo a invencibilidade do ano em pleno Mineirão.

Nenhum dos técnicos dos clubes eliminados da Liga dos Campeões ou da Liga Europa culparam os árbitros pelas eliminações. E, para muitos, o sonho de ser finalista acabou sem culpados. Méritos dos adversários, principalmente dos ingleses. Por aqui sempre suspeitamos de alguém.

Mesmo com a presença do VAR teremos reclamações quando e, principalmente, o confronto for entre brasileiros e argentinos. Aliás, qual o clube brasileiro que irá mais longe na competição?

O Palmeiras é o dono da melhor defesa, melhor ataque e melhor campanha e, mesmo assim, continua sendo questionado quanto ao melhor futebol. Diante de tantos números positivos não adianta questionar se o futebol jogado é o melhor ou não? Os resultados estão sendo obtidos e é isso o que importa para Felipão.

Quem você convocaria para a Copa América: Philippe Coutinho ou Lucas Moura? Fred, Firmino ou Gabriel Jesus?

Depois de ficar quase um ano sem exercer a função prática de técnico de futebol, Luxemburgo está de volta. Foi apresentado pelo Vasco e, pelo jeito, continua o mesmo. Vamos ver na prática. E que os árbitros não atrapalhem!

Oscar Roberto Godói