Topo

Coluna

Oscar Roberto Godói


Paulistão tem novidade: exploração comercial dos árbitros

No Paulistão, o VAR será utilizado apenas nas fases eliminatórias. Na foto, árbitros do Carioca passam por treinamento sobre a tecnologia - Divulgação / Ferj
No Paulistão, o VAR será utilizado apenas nas fases eliminatórias. Na foto, árbitros do Carioca passam por treinamento sobre a tecnologia Imagem: Divulgação / Ferj
Oscar Roberto Godói

Jornalista e ex-árbitro, esteve sob a chancela da Fifa de 1993 a 2000.

19/01/2019 04h00

O futebol profissional inicia seu calendário em São Paulo com jogos da série A-1. Paulistão para uns e Paulistinha para outros no momento de fúria ou gozação. Continua sendo muito importante para os clubes do nosso interior, mesmo que receba em casa apenas um ou dois dos clubes considerados grandes.

A Federação Paulista, responsável pela competição e a mais rica do país, começa a competição sem atender, na totalidade, as solicitações dos afiliados. O tão falado VAR vem depois, nos jogos das fases eliminatórias. Na arbitragem, que continua sob o comando do Dionisio Roberto Domingos, homem de confiança do presidente Reinaldo Bastos, poderemos ver novidade entre os patrocinadores nos uniformes, sem que os "outdoors ambulantes" recebam um tostão pela divulgação das marcas. Sacanagem!

Enquanto os árbitros são explorados comercialmente, o presidente do Sindicato que representa a classe, Arthur Alves Junior, continua ausente para ser interventor na arbitragem da Federação Paraibana de Futebol, coincidentemente FPF. E o vice não se empenha para assumir a cadeira vaga. Quem dos árbitros teria coragem de enfrentar o sistema?

Aquela intromissão toda que vimos na final do Campeonato Paulista passado, no estádio do Palmeiras, com muita gente estranha ao jogo (mas pertencente à FPF) palpitando, agora foi oficializada. São cinco pessoas em campo podendo opinar: árbitro, assistente 1, assistente 2, quarto árbitro, analista de campo e assessor. Criando uma linha de comunicação legal que não existia no ano passado.

Portanto, enquanto não temos o VAR, vamos oficializar com quem falar. Entenderam?

Ponte Preta x Oeste, apito de Douglas Flores; Santos x Ferroviária, Vinicius Araújo; São Paulo x Mirassol, Leandro Marinho; Bragantino x Guarani, Salim Chavez; Botafogo x São Bento, José Rocha Filho; Corinthians x São Caetano, Flávio de Souza; Red Bull x Palmeiras, Luiz Oliveira; Ituano x Novorizontino, apito de Thiago Peixoto e Dionisio Roberto Domingos como analista de campo. Fui.

Mais Oscar Roberto Godói