PUBLICIDADE
Topo

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Globo perde Casagrande

só para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

06/07/2022 15h54Atualizada em 06/07/2022 16h40

Casagrande deixa a Globo após 25 anos. O contrato terminaria em dezembro, mas a rescisão foi antecipada.

Perde a Globo. Perde um comentarista de sucesso, com uma linguagem muito bem assimilada pelo povão. Perde também uma voz importante na luta pela Democracia no Brasil. Perde alguém que se indigna com a ira dos justos com a situação do país, com mortes e mortes assustadoras. As duas últimas, de Don e Bruno, como as de Genivaldo, Moïse, Marielle e todas, sempre mereceram o protesto de Casão.

Walter Casagrande Jr continuará falando de futebol e de tudo o mais em algum outro lugar. Continuará sendo referência. Continuará sendo a voz que clama por Justiça.

Casagrande, um cidadão brasileiro.