Juca Kfouri

Juca Kfouri

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Inter vence a primeira em Itaquera e mantém Corinthians ameaçado

Dois pontos à frente do Corinthians na tábua de classificação, o Inter pisou pela décima vez em Itaquera para tentar sua primeira vitória no estádio alvinegro.

Até então tinha conseguido, no máximo, empatar cinco vezes.

Vencer, para qualquer lado, significava garantir vaga na Copa Sul-americana, embora, no caso dos paulistas, Mano Menezes preferisse poder dedicar a temporada de 2024 à reconstrução do time e se ocupar basicamente do Campeonato Brasileiro.

Mano se reencontrava com o Colorado que dirigiu até a 15ª rodada do Brasileirão, demitido após empatar sem gols com o Palmeiras, no Beira-Rio, depois de ter levado o time ao vice-campeonato de 2022.

No turno, em Porto Alegre, já com Eduardo Coudet no banco gaúcho, o clássico terminou 2 a 2.

Até os 34 minutos de jogo nenhuma emoção maior, nenhuma defesa dos goleiros, apenas uma de Cássio, mas em lance que Valencia estava impedido.

Até que Bustos desceu pela direita e encontrou Mauricio livre na entrada da área.

Ele bateu e abriu o placar: 1 a 0.

Cássio poderia, e deveria, ter feito a defesa, mas não fez.

Continua após a publicidade

O Inter era mesmo mais envolvente, marcava bem atrás e aproveitava para incomodar na frente, porque encontrava o espaço no ataque que não dava na defesa.

E, aos 44, o ataque gaúcho desperdiçou contra-ataque de ouro para ampliar.

Sem Giovane e Giuliano, o Corinthians voltou com Wesley e Matheus Araújo para o segundo tempo.

Seriam os últimos minutos de Fábio Santos no futebol e estreando uma quarta camisa, creme, como nos primeiros dias da história corintiana.

Cujo time não honrava suas tradições.

Verdade que o Corinthians voltou mais agressivo, também porque o Inter buscou atraí-lo.

Continua após a publicidade

Aos 11, Matheus Araújo roubou bola de Renê na saída colorada, entregou para Moscardo que cruzou rasteiro e, para variar, Romero completou para empatar: 1 a 1.

Romero é capaz de ser santificado pela Fiel.

O empate mantinha o clube na Série A, muito pouco, mas tudo que o time tinha para o momento.

Mas por pouco tempo, porque aos 22, Wanderson fez 2 a 1, em jogada iniciada pelo calcanhar de Mauricio.

O Corinthians voltava a não estar matematicamente livre do rebaixamento e a ter de torcer contra Bahia, Vasco, Santos e Cruzeiro. Que fase!

Aos 24, Pedro substituiu Renato Augusto, e Bidu entrou no lugar de Fábio Santos, que merecia despedida em melhor situação e substituto à altura.

Continua após a publicidade

Era a terceira derrota corintiana em casa, com seis vitórias e dez empates, apenas 49% de aproveitamento, até isso o time fez em 2023, fez de Itaquera território amigo. Dos adversários.

Valencia ainda fez o 3 a 1, ao driblar Cássio, mas em impedimento, aos 35.

O Inter mandava no jogo, explorava o nervosismo do rival e vencia pela primeira vez em Itaquera, sem maior dificuldade.

Perdido por um, perdido por dois, mais um atacante, Felipe Augusto, aos 41, entrou no lugar de Maycon.

O Inter também trocava, mas para manter a vantagem.

Dez minutos de acréscimos, para mais de 40 mil torcedores, um exagero que não honrava a boa arbitragem.

Continua após a publicidade

Resta ao Corinthians, se amanhã nenhum resultado o ajudar, ganhar um ponto contra o rebaixado Coritiba, em Curitiba, na última rodada.

Sem Lucas Veríssimo, expulso aos 49, ao dar uma cabeçada em Mercado.

Deprimente!

Aos 54, Wesley fez grande jogada na linha de fundo e pôs a bola na cabeça de Pedro, na pequena área, para Rochet fazer enorme defesa.

O Colorado disputará a Copa Sul-americana.

Como o blog previu, o clássico Co-Co pode ser decisivo.

Continua após a publicidade

Duílio Monteiro Alves está de parabéns! Ainda bem que também está indo embora.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora

Publicidade