Juca Kfouri

Juca Kfouri

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Cruzeiro joga para golear, mas só empata

Quando a fase é ruim acontece de tudo.

O Cruzeiro simplesmente massacrou o Furacão durante todo o primeiro tempo no Mineirão.

Quando Bento não fez milagre, alguém da zaga paranaense salvou, uma, duas, três vezes.

Se terminasse 3 a 0 não seria exagero. Mas terminou 0 a 0. Impressionante!

Aí, para o segundo tempo, entrou Vitor Roque e, aos 20 minutos, na primeira chance de gol que teve, não perdoou: 1 a 0.

Em seguida, pênalti para o Cruzeiro.

Bruno Rodrigues bateu, Bento defendeu e Marlon mandou o rebote nas alturas. Que coisa!

Até que mais de 30 mil torcedores, aos 40 minutos, enfim, explodiram, com belo gol de Matheus Pereira: 1 a 1.

O empate era bem melhor que derrota na luta cruzeirense para sair de perto da ZR, mas a busca era mesmo pelos três pontos, que deixariam o time seis pontos acima do Bahia.

Continua após a publicidade

Já para o Athletico o empate significava o fim do sonho de G6, algo que o Grêmio garantiu aos rebaixar o Goiás de virada em Porto Alegre, por 2 a 1.

Paulo Autuori mudou o Cruzeiro, mas não pode entrar em campo para fazer gols.

E o Furacão ficará fora da Libertadores no ano de seu centenário.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora

Publicidade