Juca Kfouri

Juca Kfouri

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Carta ao botafoguense

Caro botafoguense, sou perfeitamente capaz de me botar em seu lugar.

Quando criança, e até Rivellino ir para o Fluminense, em 1975, quando eu já tinha 25 anos, meu time preferido no Rio era o Glorioso.

Também, pudera! Entre meus 7 e 25 anos, me esbaldei com Mané Garrincha, Didi, Nilton Santos, Quarentinha, Zagallo, Amarildo, depois Gerson, Jairzinho, Roberto, Paulo César Caju, tantos.

Na minha infância, o alvinegro campeão era o Botafogo, não o Corinthians, e de alguma maneira compensava minhas frustrações. E como sempre gostei de bom futebol, o Fogão me alegrava.

Não, nunca sofri com o Botafogo, ao contrário, muito mais me diverti e, mesmo quando perdia para o Santos do Rei Pelé, nem me importava muito porque gostava demais daquele Santos.

Estou contando isso para falar do que está acontecendo hoje.

O título sonhado parece ter escapado, bem sei. Vai ver, escapou mesmo.

Mas sejamos francos um com o outro.

Quando o Brasileirão começou temíamos que o time brigasse para não cair e o time já está garantido na Libertadores.

Continua após a publicidade

Convenhamos, não é pouca coisa.

Bem sei que não fosse a campanha absolutamente fora da curva do primeiro turno seria essa a situação atual.

O Botafogo está em antepenúltimo lugar no segundo turno, com 16 pontos em 15 jogos, ou seja, o temor pré-campeonato fazia sentido.

Sim, é verdade, o time deu motivos para a ilusão.

A ilusão acabou e resta agora tratar de estabelecer que ficar entre os quatro será maravilhoso.

Não se vai do inferno ao céu num estalo.

Continua após a publicidade

No fundo, no fundo, não fazia sentido esperar o título agora.

Veja, as previsões eram as de que os três maiores favoritos seriam o Flamengo, o Palmeiras e o Atlético Mineiro.

Eles tropeçaram, passaram rodadas sem vencer, sofreram derrotas acachapantes até por goleada e, porque têm investimentos e elencos para tanto, estão, a três rodadas do final, entres as quatro primeiras colocações.

Futebol não tem lógica, mas tem.

A falta de lógica seria o Botafogo ser campeão.

Tente olhar para o copo meio cheio.

Continua após a publicidade

O Botafogo foi longe demais neste Brasileirão.

Hora de cobrar o gringo para reforçar o time com vistas à Libertadores.

Boa noite, se for possível.

E pense que sofrendo mesmo estão os vascaínos, cruzeirenses, santistas e até, como na minha infância, os corintianos.

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Ao contrário do publicado, Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG estão entre os quatro, e não três, primeiros do Brasileirão. A informação foi corrigida.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora

Publicidade