PUBLICIDADE
Topo

Paranaense - 2019

Treinadores têm posturas distintas sobre remarcação da data do Atletiba 378

Guanaes (E) e Argel tiveram posturas diferentes em relação à remarcação do clássico Atletiba 378 - Reprodução
Guanaes (E) e Argel tiveram posturas diferentes em relação à remarcação do clássico Atletiba 378 Imagem: Reprodução

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

28/01/2019 10h21

Rafael Guanaes e Argel Fucks, técnicos de Athletico e Coritiba, demonstraram diferentes reações sobre a nova mudança da data do clássico Atletiba 378, agora definido para essa quarta-feira (30), às 21h30 na Arena da Baixada. 

O jogo seria inicialmente nesta data, mas mudou para o dia 6 de fevereiro após pedido da TV; entretanto, como o regulamento proíbe que uma equipe faça três jogos seguidos em casa - o que ocorreria com o Coxa caso o jogo ficasse para o próximo mês - a Federação Paranaense de Futebol teve que voltar a remarcação para o dia original.

O treinador atleticano demonstrou claramente o descontentamento com a mudança, em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o Rio Branco, em Paranaguá. "É algo... não sei que adjetivo usar. Foram cinco dias antes, a programação toda elaborada em relação a treinamento, aos minutos, a recuperação de jogadores, o planejamento que a gente tinha para capacitar os jogadores contra o Paraná. E uma mudança que pega a gente de surpresa, obviamente que a gente não recebeu bem. Nem sei se cabe fazer crítica aqui, mas é algo que não é natural. Lógico que a gente vai responder, vamos nos preparar pro jogo de quarta, mas ficamos insatisfeitos com todo esse cenário", afirmou Guanaes, que venceu pela primeira vez como técnico do Furacão e irá encarar seu primeiro Atletiba.

Do outro lado, Argel Fucks tratou de minimizar as mudanças, ainda consternado com o segundo empate do Coxa em casa, agora com o Toledo. "O clássico para nós, tá marcado. Se mudou uma vez, mudou duas... a hora que entender que a gente tem uma data definida, pra gente é independente. Nós temos um jogo importante lá na quarta-feira. Clássico é sempre clássico, é importante. No jogo de quarta, como é clássico, o adversário também vai ter que vir, vai abrir", comentou, em referência ao placar de 0 a 0 com o time do interior dentro do Couto Pereira. Argel também disputará seu primeiro Atletiba.

O Atletiba 378 terá mando do Furacão e será o primeiro desde a decisão do Paranaense em 2018, vencida pelo Athletico. Na história, são 377 jogos, com 145 vitórias do Coxa, 119 do Furacão e 113 empates.