Topo

Futebol


Fortaleza de Ceni é campeão cearense; Athletico leva o título nos pênaltis

Roger Carvalho comemora gol do Fortaleza sobre o Ceará - Leonardo Moreira / Fortaleza EC
Roger Carvalho comemora gol do Fortaleza sobre o Ceará Imagem: Leonardo Moreira / Fortaleza EC

Do UOL, em São Paulo

21/04/2019 18h02

O Domingo de Páscoa teve a definição de campeões estaduais no futebol brasileiro. Na tarde de hoje (21), clássicos e disputas nos pênaltis marcaram as decisões nos campeonatos cearense, paranaense, baiano e pernambucano.

Ceni volta a ser campeão no Fortaleza

O Fortaleza de Rogério Ceni voltou a celebrar uma conquista cinco meses depois do título da Série B do Campeonato Brasileiro em 2018. O time do ex-goleiro venceu o Clássico-Rei contra o Ceará por 1 a 0 no Castelão, com gol de Roger carvalho, e assegurou a conquista do Campeonato Cearense -- o Tricolor de Aço já havia vencido o primeiro jogo por 2 a 0.

Curiosamente, o título do Fortaleza - o segundo sob o comando do "Mito" - acontece um dia depois que o ex-atacante Aloísio Chulapa homenageou o ex-goleiro ao batizar seu quarto filho como Rogério Ceni.

Do lado do Ceará, um resultado que mantém o retrospecto ruim do técnico Lisca no clássico. Em seis jogos contra o principal rival do "Vovô", o treinador ainda não sabe o que é vencer. Além da derrota neste domingo, o comandante sofre pressão no clube por conta de eliminações consecutivas na Copa do Brasil e Copa do Nordeste.

Athletico leva título paranaense nos pênaltis

Gabriel Machado/AGIF
Imagem: Gabriel Machado/AGIF
No Paraná, o Athletico venceu o Toledo por 1 a 0 com gol de Matheus Rossetto e levou a decisão para os pênaltis - o Furacão tinha sido derrotado pelo mesmo placar. Nas penalidades, a equipe levou a melhor mais uma vez e ficou com o título paranaense com uma vitória por 6 a 5.

Sport também vence nas penalidades

Outro estadual que foi decidido nos pênaltis foi o Pernambucano. Sport e Náutico se enfrentaram na Ilha de Retiro e protagonizaram uma final quente em Recife. A partida começou com duas expulsões logo aos 11 minutos do primeiro tempo em uma confusão entre o atacante Hernane e o zagueiro Suéliton. Com a bola rolando, o Sport saiu na frente com Guilherme Augusto, mas o Náutico conseguiu a virada com Diego e Jorge Jiménez.

Apesar da derrota no tempo regulamentar, o Sport conseguiu se recuperar e venceu o rival nos pênaltis (4 a 3). Foi o 42º título pernambucano na equipe

Bahia confirma título no tempo normal

Na Fonte Nova, o Bahia venceu o Bahia de Feira e garantiu o título baiano. Após empate por 1 a 1 no primeiro jogo, o time comandado por Roger Machado conseguiu a vitória por 1 a 0 - gol de Gilberto - e ficou com o troféu de campeão estadual.

VAR entra em ação nos pênaltis e dá título ao Avaí

No Campeonato Catarinense, um momento curioso com o árbitro de vídeo marcou o título do Avaí. Após empate por 1 a 1 na partida, a decisão foi para os pênaltis. Na cobrança decisiva, Bruno Pacheco, da Chapecoense, acabou desperdiçando a penalidade que deu o título para o rival. O lance, no entanto, só foi confirmado após consulta ao VAR, que checou se a bola havia ultrapassado a linha depois de tocar no travessão.

Ainda na tarde de hoje, o CSA foi campeão alagoano ao vencer o clássico contra o CRB nos pênaltis. A equipe perdeu por 1 a 0 no tempo normal, mas ficou o título ao superar o rival por 4 a 2 nas penalidades.

Mais Futebol