Topo

Futebol


Felipão vê Neymar em lugar errado, mas decisivo e "desafeto" azarado

Do UOL, em São Paulo

02/04/2014 06h00

Da tribuna de honra do Camp Nou, Luiz Felipe Scolari viu in loco a atuação de quatro jogadores que estão no seu radar para a Copa do Mundo (Neymar, Daniel Alves, Miranda e Filipe Luis) no empate entre Barcelona e Atlético de Madri, nesta terça-feira. O primeiro jogo das quartas de final da Liga dos Campeões fez parte do tour que o treinador organizou na Europa para observar os jogadores que estarão na lista de convocados do dia 7 de maio para o Mundial.

Certeza na Copa, Neymar foi decisivo ao marcar o gol de empate do Barça, que saiu perdendo a partida. O melhor momento do brasileiro aconteceu justamente quando ele passou a jogar pelo lado esquerdo do campo, após a saída de Cesc Fàbregas. Na maior parte do tempo, porém, ele atuou na direita, como vem acontecendo no clube catalão, o que não agrada Felipão. O técnico brasileiro já confidenciou que sente Neymar mais confortável na seleção do que na Espanha, onde atua pela esquerda ou até centralizado.

“Ele joga mais cômodo assim. Na direita tem menos espaços para expressar o seu futebol”, afirmou Scolari à Barça TV, que contemporizou dizendo que entende que Tata Martino precisa adaptar o atacante às necessidades do seu time.

Diego Costa, Miranda, Filipe Luis e Daniel Alves são os outros jogadores que já foram chamados por Felipão e estavam em campo no jogo da Liga dos Campeões. O primeiro, apesar do chamado no final do ano passado, preferiu defender a seleção da Espanha e, desde então, virou desafeto do técnico, que criticou a atitude. Foi ele o mais azarado na partida. Dúvida antes da bola rolar, Diego Costa deixou o campo aos 28 minutos com uma lesão muscular.

O substituto do agora espanhol foi outro brasileiro. Diego, ex-Santos, entrou em campo ainda no primeiro tempo e abriu o placar no segundo com um golaço. Ele chutou de fora da área e enganou o goleiro do Barcelona. Fora da seleção desde 2008, quando deixou de ser chamado por Dunga, o meia tem chances nulas de jogar a Copa.

AFP PHOTO / CHRISTOF STACHE
Imagem: AFP PHOTO / CHRISTOF STACHE


Elogiado por Felipão após o amistoso contra a África do Sul, Rafinha foi o único brasileiro em campo no outro jogo desta terça-feira pelas quartas de final da Liga dos Campeões. Na Inglaterra, o lateral ajudou o Bayern de Munique no empate em 1 a 1. Passou pelos seus pés a jogada do gol de Schweinsteiger.

O brasileiro foi destaque do time de Guardiola. Segundo estatísticas divulgadas pela Uefa, ele acertou 88% dos passes que deu na partida e se manteve a maior parte do tempo no campo de defesa do Manchester United.

Rafinha é visto como uma ótima opção para Scolari na lateral direita. O lateral disputa a vaga de reserva na seleção com Maicon. Daniel Alves é titular absoluto no time de Felipão.

Futebol