PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Brasileiro-chileno demora para se adaptar e pode perder chance no Inter

Paulo Cezar Magalhaes, lateral do Internacional, ainda não conseguiu render - Ricardo Duarte/SC Internacional Divulgação
Paulo Cezar Magalhaes, lateral do Internacional, ainda não conseguiu render Imagem: Ricardo Duarte/SC Internacional Divulgação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/04/2016 11h42

Paulo Cezar Magalhães foi contratado pelo Inter para ser alternativa ao lateral William. Mas está demorando demais para se adaptar. Sem boas atuações, o jogador pode perder vaga mesmo com o titular suspenso. 

Na ausência do dono da lateral direita do Colorado, PC seria o substituto imediato. Até jogou na última partida, mas acabou substituído ainda no primeiro tempo. E sem ele, o time melhorou.
 
"O PC é um lateral mais defensivo. Os pontos fortes dele são a marcação e a bola aérea. É um tipo de lateral que o brasileiro não está acostumado a ver. Ele tem jogado bem. Só notamos que precisávamos atacar mais", disse o técnico Argel Fucks justificando a troca no último jogo. 
 
E para o compromisso do próximo sábado, que abre a semifinal do Gauchão contra o São José, a ideia é novamente ofensiva. O Inter precisa fazer o resultado para não depender do duelo no piso sintético do estádio Passo D'Areia. 
 
Com isso, o escolhido deve ser Fabinho, que é volante e atuaria improvisado. Paulo Cezar tende a sobrar novamente. 
 
Com 26 anos, o ex-jogador da Universidad de Chile, que nasceu no Rio Grande do Sul mas se formou atleta e é naturalizado chileno, disputou apenas cinco partidas com a camisa do Internacional. Seu vínculo vai até o fim deste ano. 
 

Futebol