PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em "fogo baixo", Abel e Rueda comandam Fla-Flu que define ano da dupla

Rueda e Abel duelam em clássico decisivo para pretensões da dupla no ano - Montagem/UOL
Rueda e Abel duelam em clássico decisivo para pretensões da dupla no ano Imagem: Montagem/UOL

Leo Burlá e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/10/2017 04h00

Flamengo e Fluminense iniciam um duelo que vai além de uma vaga à semifinal da Copa Sul-Americana. Quando pisarem o campo do Maracanã nesta quarta-feira, às 21h45, os rivais começam a escrever o roteiro do fim do filme de cada um na temporada.

E os "diretores" deste longa estarão nos banco de reservas. Do lado tricolor, Abel Braga tenta levar seu jovem grupo adiante no sonho de conquistar a primeira taça internacional do Flu, o que levaria o time à Copa Libertadores-2018, grande objetivo da temporada. Do lado rubro-negro, Reinaldo Rueda trabalha para evitar mais um vexame precoce do milionário Flamengo na temporada e recolocar o clube no caminho das conquistas fora do país.

Em caso de insucesso, restará ao Tricolor apenas a missão de garantir seu lugar na Série A do ano que vem, já que uma vaga na principal competição continental é um objetivo muito difícil de ser alcançado via Brasileiro. O Rubro-negro, por sua vez, tentará carimbar seu passaporte para a próxima edição do torneio sul-americano, mas esse "prêmio de consolação" é considerado mínimo para quem investiu um caminhão de recursos.

Abel e Rueda gozam de prestígio junto ao comando de futebol de seus respectivos clubes, mas a corneta começa a soar na arquibancada. Ainda que contem com a aprovação da maioria até então, os dois têm convivido com críticas crescentes e a queda no clássico aumentará a temperatura e as desconfianças sobre o trabalho de um dos dois, seja na Gávea ou nas Laranjeiras.

Embora não se questione o conhecimento de ambos, rubro-negros e tricolores se incomodam com a inconstância de Fla e Flu, que não engrenam no ano e sofrem com as frequentes mudanças nos times e lesões. Este problema tem tirado especialmente o sono de Abel Braga, líder de um grupo enxuto e inexperiente. Para encarar o tradicional rival, ele não sabe se poderá contar com Douglas e Sornoza, ambos em recuperação.

"Vamos enfrentar um adversário do tamanho do Flamengo. O meu torcedor e o do Flamengo sabem que Fla-Flu é muito complicado para um lado e para o outro", disse Abel.

Rueda destacou que seu time jogará como "visitante" esta noite e que o critério de gol fora qualificado poderá ter peso importante. E para marcar gols o treinador não contará com Guerrero, seu principal atacante. Com dores na parte posterior da coxa, o peruano é baixa para o clássico.

"São jogos diferentes. O importante é fazermos um jogo proativo, reunindo condições de vencer. É um rival com muito boa estrutura, mas todos se conhecem, não há mistério. Vamos fazer jogo inteligente", garantiu ele.

Mandante do jogo, o Flu informou que mais de 20 mil ingressos foram vendidos de forma antecipada. Cada qual com seus motivos, não faltam razões a nenhuma das duas torcidas para empurrar seus times rumo à vitória.

Fluminense x Flamengo

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro:  Mario Diaz de Vivar (PAR)
Auxiliares: Milciades Saldivar (PAR) e Dario Gaona

Fluminense
Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves , Reginaldo e Marlon; Richard, Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa; Marcos Jr. e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga

Flamengo
Diego Alves; Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuellar, Willian Arão e Diego; Everton, Everton Ribeiro e Paquetá. Técnico: Reinaldo Rueda

Futebol