PUBLICIDADE
Topo

Futebol

STJD afasta chance de punir Botafogo por injúria racial

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em São Paulo

22/08/2017 16h15

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) anunciou nesta terça-feira (22) que julgará as confusões ocorridas na partida entre Botafogo e Flamengo, pela Copa do Brasil, no dia 25 de agosto. Entre os pontos julgados estarão as expulsões de Alex Muralha e Joel Carli, o apedrejamento do ônibus do Flamengo e por “conduta imprópria de seus torcedores”.

No anúncio, o STJD confimou que o caso de injúria racial de um torcedor do Botafogo contra familiares de Vinícius Jr. não acarretará na punição ao clube carioca, conforme antecipou o UOL Esporte. O órgão afirmou que o caso está sendo “devidamente apurado pelo órgão competente” e destacou que o clube só pode ser prejudicado por ato “induvidoso de sua ‘torcida’ e/ou número considerável de ‘torcedores’”.

Na ocasião, o torcedor alvinegro André Luis Moreira dos Santos foi acusado de fazer gestos que caracterizam injúria racial aos familiares de Vinicius Jr., do Flamengo.

Já a expulsão dos dois jogadores aconteceu aos 32 minutos do segundo tempo da partida. Alex Muralha e Joel Carli se trombaram em uma disputa de bola e o árbitro Anderson Daronco mostrou cartão vermelho para a dupla.

Futebol