PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Zagueiro do Santos lamenta 'susto' contra o Vasco e suspensão no STJD

Do UOL, em Santos (SP)

22/09/2016 00h00

Apesar do empate do Santos contra o Vasco por 2 a 2 nesta quarta-feira, no estádio São Januário, e a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, o zagueiro Gustavo Henrique deixou o campo cheio de lamentos. Primeiro, o camisa 6 reclamou do susto que a equipe santista levou no Rio de Janeiro ao sofrer o segundo gol no jogo após desperdiçar um “gol feito”.

Após Joel perder um gol incrível, o Vasco fez 2 a 1 no contra-ataque e pressionou o time paulista na segunda etapa. No entanto, a equipe carioca desperdiçou a chance de levar a decisão para os pênaltis com Enderson, que errou finalização na pequena área. Em seguida, o Santos “matou” o jogo com gol contra de Rodrigo.

“Muito importante, a gente sabia que seria jogo difícil, vacilamos muito, a gente não pode... jogamos junto faz tempo. Poderíamos ter matado o jogo e na sequência a gente toma o gol. Não podemos tomar este susto. Agora vamos pensar no Brasileiro”, afirmou Gustavo Henrique à TV Tribuna.

Além de reclamar do time, o defensor lamentou a suspensão que recebeu do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quarta-feira. O zagueiro pegou dois jogos no Campeonato Brasileiro por reclamar da arbitragem polêmica de Rodrigo Raposo na partida contra o Internacional, em 8 de setembro.

“Avisaram agora, não estava sabendo. Eu acho que Santos vai recorrer, espero que consiga, pois não falei nada demais e todos viram que o juiz errou. Espero justiça. Não falei por mal e de cabeça quente a gente fala o que não quer”, lamentou.

A mesma punição foi dada a Dorival Júnior, que também havia reclamado da arbitragem depois do confronto. O presidente Modesto Roma pegou 90 dias de gancho, enquanto Lucas Lima foi suspenso por um jogo (já cumpriu).

Futebol