PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mano explica veto a Fred em pênalti e elogia Cruzeiro: "Mais organizado"

Siga o UOL Esporte no

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

27/10/2018 23h38

Mano Menezes ficou satisfeito com a atuação do Cruzeiro na vitória por 3 a 1 sobre o Paraná, na noite deste sábado (27), no Mineirão. Ao fim do jogo, o técnico explicou o motivo pelo qual pediu para que Fred não cobrasse o pênalti, dando a oportunidade a Rafael Sóbis e elogiou a atuação de seus comandados.

O treinador justifica a opção dizendo que o camisa 7 é o seu melhor cobrador de penalidades e que havia a necessidade de deixar o time mais tranquilo no Gigante da Pampulha.

"O pênalti foi ordem do banco mesmo. Fred já havia feito um gol e Sóbis é um excelente cobrador de pênaltis, talvez o melhor que temos. Era importante colocar a bolinha para dentro, marcar o gol", disse.

A versão dada pelo técnico é referendada por Rafael Sóbis, responsável pela cobrança do pênalti. O jogador queria dar a chance ao colega de equipe para que ele tivesse a chance de sair com o hat-trick no confronto.

"Eu falei para ele fazer um e, depois, fazer outro para pedir uma música. Mas o pessoal do banco [comissão técnica] me pediu para bater [o pênalti]", declarou.

O técnico ainda valoriza o resultado após o revés para o Ceará em pleno Mineirão. Mano crê que o time cometeu falhas no jogo da rodada passada e conseguiu corrigi-las.

"Importante voltar a vencer, a gente veio de uma derrota que não estava nos planos no meio de semana. Depois de um tropeço, o trabalho sustenta a possibilidade de reação. Fomos bem, criamos para fazer mais. Saímos felizes para esse pequeno descanso e, agora, vamos torcer para que, quando voltarmos, estejamos melhores", comentou.

"Taticamente, erramos muito no jogo passado, principalmente nos rebotes defensivos. Nós nos posicionamos mal. A equipe do Ceará pegava a bola no meio de campo sem ninguém para marcar. Hoje, a equipe foi mais organizada nesses aspectos e, por isso, vencemos", acrescentou.

Esporte