PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Lugano: "Os favoritos a ganhar esta Copa América são Uruguai e Argentina"

Diego Lugano e seu inseparável mate - Marcello Zambrana/AGIF
Diego Lugano e seu inseparável mate Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

17/06/2021 11h20Atualizada em 17/06/2021 11h37

Hoje comentarista da ESPN e Fox Sports no Brasil, Diego Lugano deu uma extensa entrevista ao jornal argentino "Olé" que está agora nas bancas de Buenos Aires. A conversa pode ser lida na íntegra aqui, e o ex-zagueiro de 40 anos trouxe interessantes reflexões sobre a Copa América disputada no Brasil.

Os principais trechos da entrevista de Lugano ao "Olé":

Aval para a Copa América

"Gosto que estejam jogando. Há competições em todo o continente, especificamente aqui no Brasil. Penso nas milhares de pessoas que trabalham nesta indústria, os jogadores e os altos dirigentes são os que menos precisam, mas os roupeiros, massagistas e jardineiros do Uruguai estavam desesperados para jogar porque com este dinheiro vivem o restante do ano. É importante em um momento como este, em que ninguém sabe para onde sair correndo, que se haja um equilíbrio, com as pessoas ativas e mantendo os postos de trabalho.

A Copa América vai começar nas quartas de final, esses primeiros jogos não têm tanta intensidade mental. O público e os jogadores vão tomando o gosto pela competição aos poucos e quando perceber que o título está aí, a três ou quatro jogos, aumenta a emoção."

Uruguai e Argentina favoritos

"Os favoritos são Uruguai e Argentina, indiscutivelmente. Conheço bem os brasileiros: ganharam a última edição, estão disparados nas Eliminatórias e só pensam na Copa do Mundo. Nem queriam jogar esta Copa América. Há algo emocional que joga a favor de Uruguai e Argentina. Se o Brasil de verdade precisava desta Copa América, como em 2019, ninguém tiraria porque está um degrau acima de nós, mas o contexto nos dá chances. Me parece que Argentina e Uruguai são os países que mais desejam esta Copa, e um dos dois vai ganhá-la."

VAR

"Realmente não trouxe uma solução, porque é uma resposta política da Fifa e de todo o "Fifagate" e aquele escândalo que tirava a credibilidade do futebol. Não foi algo inventado para trazer justiça. E, depois, de tecnologia não tem nada. São três câmeras que te passam a imagem em velocidade lenta. Hoje estamos hiperconectados, há inteligência artificial para o que for, e a tecnologia do VAR é uma pessoa que move a linha do impedimento, é uma mentira.

A ingerência externa é muito pior que antes. Pensando mal, é muito mais fácil manipular os jogos porque todas as jogadas são 'revisáveis'. Deixa o futebol mais feio, mais cortado, e aí todos perdem, porque hoje o futebol compete com outros entretenimentos e se você o deixa mais monótono...Vai assistir ao Netflix? Acontece com os filhos de todos nós.

Fico com o que disse Tabárez [técnico da seleção do Uruguai], de que é preciso fazer um VAR do VAR, com jogadores e técnicos que saibam o que é um contato físico ou saltar para cabecear. Hoje, as estrelas são os juízes, não o camisa cinco, nem o dez, nem o técnico. Está tudo ruim..."