PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Capitão do San Lorenzo: Santos encara zagueiro que quase quebrou Ronaldinho

Carrinho de Braghieri, do Arsenal, em Ronaldinho, do Atlético-MG - Reprodução TV
Carrinho de Braghieri, do Arsenal, em Ronaldinho, do Atlético-MG Imagem: Reprodução TV
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

06/04/2021 04h00

O Santos abre hoje (6) o seu mata-mata decisivo de pré-Libertadores. A partida contra o San Lorenzo será às 21h30 (de Brasília) no Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, e traz um adversário de memórias horripilantes para o Brasil. Trata-se do zagueiro Diego Braghieri, de 34 anos, capitão do San Lorenzo.

Bragheri foi o zagueiro do Arsenal que deu um carrinho criminoso com as duas solas na canela de Ronaldinho, do Atlético-MG, na Libertadores de 2013. A cena recorreu o mundo e foi taxada pelo jornal inglês "The Daily Mail" de "jogada mais violenta da história". "Pedi desculpas no vestiário e expliquei que cheguei tarde. Não sou mau caráter", respondeu Braghieri então à Fox Sports. O Galo venceu por 5 a 2, e a entrada brutal do argentino em Ronaldinho gerou um pênalti desperdiçado pelo camisa 10 na sequência.

Embora a jogada seja um negativo cartão de visitas, Braghieri construiu uma carreira de respeito desde então. Transferiu-se para o Lanús, foi campeão da Copa Sul-Americana e reencontrou Ronaldinho na Recopa de 2014. Depois, jogou no Atlético Nacional, da Colômbia, e no Tijuana, do México, antes de fechar com o San Lorenzo há três meses. Já fez dez jogos pela equipe com seu jogo duro e seu bom cabeceio no alto do 1,86 metro.

bra - Reprodução TV - Reprodução TV
Zagueiro do San Lorenzo, Braghieri pisa em Larrivey, da Universidad de Chile
Imagem: Reprodução TV

Apesar da experiência dos seus 34 anos, Braghieri ainda perde a cabeça e agride o adversário. Foi o que aconteceu no jogo de ida contra a Universidad de Chile na fase anterior da Libertadores. Ele pisou no atacante Larrivey, levou só o amarelo, o juiz conferiu o VAR e o expulsou aos 17 do segundo tempo.

Depois, disse que foi ameaçado de morte no Chile. "Minha forma de jogar sempre foi assim, nunca fui maldoso", explicou à TNT depois da partida contra o Banfield, pela Copa da Liga Argentina. "Quem me conhece, sabe. Jogo no limite do primeiro treino até o último jogo. Graças aos meus companheiros e ao técnico, hoje levo esta cinta de capitão de um clube tão grande."

Após a suspensão na partida de volta contra a Universidad Católica, Braghieri está confirmado na equipe que o técnico Diego Dabove vai escalar nesta noite no Nuevo Gasómetro. A equipe antecipada pelo treinador nesta segunda-feira é a seguinte: Devecchi; Herrera (Peruzzi), Donatti, Braghieri e Pittón; Palacios, Rodríguez e Ramírez (Óscar Romero); Ángel Romero, Di Santo e Troyansky.