PUBLICIDADE
Topo

Tales Torraga

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Argentina planeja futebol com público em abril; outros esportes já têm

River Plate aquece atletas em jogo no reformado Monumental de Núñez - Divulgação River Plate
River Plate aquece atletas em jogo no reformado Monumental de Núñez Imagem: Divulgação River Plate
Tales Torraga

Jornalista e escritor, Tales Torraga nasceu em Mogi das Cruzes (SP), mas é, segundo os colegas, "mais argentino que os próprios argentinos". Morou em Buenos Aires e Montevidéu, girou pela imprensa brasileira e portenha e escreveu 15 livros ? o último deles, Copa Loca, é sobre a...Argentina nos Mundiais.

Colunista do UOL

12/03/2021 12h00Atualizada em 12/03/2021 12h23

Enquanto o esporte no Brasil sofre com o auge da pandemia, a vizinha Argentina mantém sua agenda e define para abril a volta do público ao futebol.

A coluna apurou que a comissão técnica da Associação de Futebol Argentino (a AFA) está em constante contato com clubes e governos para o aval que vai permitir a reabertura dos estádios. O público inicial será de cerca de 10% da capacidade, com um avanço gradual para 20% e 30% "com muita responsabilidade nos protocolos e sem pressa". É o que disse Cristian Malaspina, presidente do Argentinos Juniors e vice-presidente da Liga Profissional que movimenta o futebol no país com portões fechados desde o início da pandemia. A quinta rodada da edição 2021 da Copa da Liga será disputada a partir de hoje.

É esperado um anúncio oficial para a semana que vem. Além da óbvia fonte de receitas, a volta do público aos estádios argentinos em abril atende também aos interesses da AFA na organização da Copa América, marcada para Argentina e Colômbia de 11 de junho a 10 de julho. "É necessária uma atenção total se não quisermos voltar dez casas", conclui o presidente do Argentinos Juniors.

O futebol argentino contou com público pela última vez em 10 de março de 2020, quando o Boca Juniors venceu o Independiente Medellín por 3 a 0 na fase de grupos da Libertadores em uma Bombonera lotada com quase 50 mil pessoas.

Quem faz força para a volta do público aos estádios é Marcelo Gallardo, técnico do River Plate e hoje o principal nome entre os treinadores do país: "Seria bom que a torcida voltasse respeitando os protocolos em espaços públicos", comentou. "Há tantas manifestações ao ar livre que [jogar sem público] me parece injusto. Precisamos de respeito e comprometimento para nos ajudarmos."

Tênis e automobilismo já têm torcida

Disputado no último fim de semana no Buenos Aires Lawn Tennis Club, o Argentina Open, principal torneio de tênis no país, já contou com gente em suas instalações. Foram permitidas 300 pessoas que integraram pacotes corporativos. A entrada era sem bilhete, apenas por um código QR no celular. Era exigida a máscara e a medição da temperatura, e diversos postos de álcool em gel estavam à disposição.

Tal protocolo será colocado em prática a partir de hoje no autódromo portenho, o Oscar y Juan Gálvez, na abertura da temporada 2021 do TC2000 e Super TC2000, maiores campeonatos do fervoroso automobilismo local.

As corridas já tiveram torcida no ano passado, e a prova deste final de semana contará com 500 ingressos à venda. O público estará espalhado pelas arquibancadas e zona dos boxes. Como no tênis, é exigida a máscara e a aferição da temperatura, e diversos postos de higienização ficam à disposição dos presentes.