PUBLICIDADE
Topo

Sergio Ramos, o novo goleador do Real Madrid

Reprodução/Twitter/@realmadrid
Imagem: Reprodução/Twitter/@realmadrid
Rafael Oliveira

Comentarista de futebol com passagens por Esporte Interativo e ESPN. Atualmente no Dazn. Sempre interessado em informações e análises do jogo em qualquer parte do planeta.

06/07/2020 04h00

Sergio Ramos é um ídolo do Real Madrid. Pela liderança, por gols decisivos, pelo alto nível durante tantos anos... A lista poderia ir longe.
Na volta de La Liga, tem chamado atenção pelo alto número de gols marcados. Especialmente porque são importantes na luta pelo título, até porque o desempenho coletivo não tem sido convincente.

A explicação mais óbvia para os 10 gols marcados em La Liga é o fato de ter virado o batedor de pênaltis. São seis gols assim e 100% de aproveitamento nas últimas vinte cobranças.

Das últimas cinco partidas, quatro tiveram participação de Ramos no placar. Três em penalidades e outra com o gol de falta diante do Mallorca.
Sim, os cinco gols nas sete rodadas pós-parada saem do roteiro esperado. Em 2018/19, já haviam sido cinco gols de pênalti dos seis anotados por ele. Mas o que de fato mudou?

A saída de Cristiano Ronaldo liberou o posto de cobrador de bolas paradas. Benzema também marcou três gols de pênalti em La Liga 2018/19 e mais três em 2019/20. Bale chegou a converter outro.

Sergio Ramos é, hoje, parte importante para diversos momentos do jogo. Capitão, líder, batedor de pênaltis que garantem pontos importantes, ameaça na bola aérea ofensiva e peça que inicia a distribuição da saída de bola. A conexão do zagueiro com Toni Kroos é o principal caminho da posse do time de Zidane.

A novidade em 2019/20 foi alcançar a inédita marca dos 10 gols em La Liga (só atrás de Benzema), mas o status de Ramos no Real Madrid é algo conhecido e consolidado há muitos anos. Ser o "salvador" reforça o tamanho do ídolo, mas, nas últimas semanas, também simboliza as dificuldades que o time tem encontrado a cada rodada, por mais que sustente a liderança e sete vitórias seguidas.