Pole Position

Pole Position

Reportagem

Premiação da F1 começa com Hamilton irritado e saia justa para presidente

Era para o evento oficial de premiação da Fórmula 1 ser uma grande festa de final de ano, com a coroação de Max Verstappen como campeão pela terceira vez seguida, e a celebração de mais um título de construtores da Red Bull. Mas uma série de suspeitas lançadas nos últimos dias está roubando a cena. Lewis Hamilton, que está em Baku para receber o troféu de terceiro colocado, criticou a atuação da Federação Internacional de Automobilismo, enquanto seu presidente, Mohamed ben Sulayem, vem tentando diminuir sua exposição.

Tudo começou com um texto publicado em um site conhecido pelas matérias de pouca substância dizendo que chefes de equipe estavam preocupados com as informações que Toto Wolff, comandante da Mercedes, parecia ter de antemão. A suspeita seria de que ele trocasse informações com a esposa, Susie Wolff, chefe da F1 Academy, categoria que a Liberty Media, detentora dos direitos comerciais da F1, criou para ajudar mulheres nas categorias de base.

O que se seguiu foi uma série de comunicados oficiais. Primeiro, a FIA disse que estudava abrir uma investigação. Depois, a Mercedes se disse surpresa, Susie Wolff se disse insultada e todas as outras nove equipes declararam não ter feito qualquer tipo de reclamação sobre Toto.

A FIA, então, recuou, dizendo que não era necessário investigar nada. Toto Wolff declarou que não vai mais se pronunciar, uma vez que a questão já está sendo tratada com a FIA por meio de advogados. E Susie sobrou mais do que simplesmente dizer que está tudo bem agora. A ex-piloto disse que mesmo que tenha sido usada para atingir outros objetivos (ao que tudo parece, houve uma tentativa de testar a união das equipes), foram dias em que a reputação dela foi questionada.

E Susie não está sozinha. Hamilton disse que "foi uma semana desafiadora. Acho que foi realmente uma semana decepcionante ver que o órgão que comanda nosso esporte tentou questionar a integridade de uma das líderes femininas mais incríveis que já tivemos, Susie Wolff, sem qualquer evidência, para depois dizer apenas ''desculpe' no final."

Hamilton, que vem buscando fomentar a diversidade no automobilismo, promovendo ações que incentivam meninas e pessoas de origens que são pouco representadas no esporte a se interessarem por assuntos ligados à engenharia e outras atividades voltadas às corridas, foi além. "Existe uma luta constante para realmente melhorar a diversidade e a inclusão na nossa indústria. Mas parece que há certos indivíduos na liderança da FIA que, toda vez que tentamos dar um passo à frente, estão tentando nos puxar para trás. E isso tem que mudar".

O recado tem endereço claro. O presidente da FIA, Mohammed ben Sulayem, que optou por diminuir sua presença no principal momento de uma semana importante para a FIA.

Após participar de diversos eventos em Baku nos últimos dias, ele alegou por meio da assessoria da FIA que se recupera de um desmaio ocorrido no começo da semana. Em sua página no X, foi deletado um vídeo em que Sulayem aparece em vários encontros na FIA nos últimos dias. É esperado, no entanto, que ele esteja na cerimônia de entrega dos troféus, na noite desta sexta-feira no Azerbaijão.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes