Pole Position

Pole Position

Opinião

Campeão da F3, brasileiro Bortoleto é confirmado na McLaren: é uma boa?

O brasileiro Gabriel Bortoleto foi confirmado pela McLaren como o mais novo integrante de seu programa de jovens pilotos. Com isso, o campeão da Fórmula 3 nesta temporada terá uma relação com uma equipe de Fórmula 1 e poderá ter um programa de testes e trabalhar no seu desenvolvimento com o mesmo tipo de ferramentas usadas pelos pilotos da categoria.

Isso vai depender do desempenho dele na próxima temporada, quando dará o passo seguinte para a F2. Se a McLaren entender que Gabriel tem condições de ir à F1, eles vão passar a investir mais pesado em um programa de testes.

Esse tipo de programa é importante para o desenvolvimento dos pilotos e para que o nomes deles circulem mais perto da esfera da F1. Felipe Drugovich, por exemplo, fechou um acordo com a Aston Martin que prevê um extenso programa de testes, o que ajudou a recolocar seu nome no mercado mesmo após ele não ter conseguido a vaga na F1 logo após seu título na F2.

Mas também é preciso um pouco de sorte. É impossível prever onde podem aparecer vagas na categoria nos próximos um, dois anos, A McLaren tem Lando Norris sob contrato até o final de 2025 e Oscar Piastri acaba de ser anunciado até o final de 2026. Mas Norris está na mira da Red Bull para ser companheiro de Max Verstappen ainda em 2025, o que pode mudar completamente a situação.

Aliás, ainda que a maior chance seja que o grid da Fórmula 1 em 2024, seja exatamente como terminará 2023 (a última confirmação pendente é de Logan Sargeant na Williams), há vários contratos acabando no final da próxima temporada e a movimentação promete ser muito maior.

As negociações com a McLaren começaram após Gabriel ter uma temporada bastante dominante na Fórmula 3, marcada pela consistência. Ele abriu uma vantagem considerável no campeonato no início e depois demonstrou calma para ir pontuando bem em todas as provas para não precisar vencer mais para conquistar o campeonato com sobras ainda na classificação da última rodada dupla, na Itália.

O piloto brasileiro também está confirmado na Fórmula 2 na próxima temporada, com primeiro piloto de uma das melhores equipes do grid, o que dará uma boa plataforma para ele conseguir resultados expressivos também no último degrau antes da F1. O anúncio é esperado para o final de semana do GP de Abu Dhabi, no final de novembro, última etapa da categoria.

O atual programa de desenvolvimento da McLaren foi formado em abril, mas a equipe já teve outros trabalhos do tipo no passado. Mais recentemente, Lando Norris foi um piloto que teve relação com o time desde a base e chegou à Fórmula 1. Além de Bortoleto, o programa de Pato O'Ward, que está na Indy, Ryo Hirakawa, que acaba de ser anunciado como piloto reserva, e a promessa do kart Ugo Ugochukwu.

Além do acordo com a McLaren, Bortoleto também tem o suporte da A14 Management, empresa criada por Fernando Alonso para administrar a carreira de jovens pilotos.

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Diferentemente do que foi informado em uma versão anterior do texto, Felipe Drugovich foi campeão da F2. O erro já foi corrigido.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes