Olhar Olímpico

Olhar Olímpico

Siga nas redes
ReportagemEsporte

Jogador brasileiro acusa argentino Copello, do Minas, de racismo no NBB

A Liga Nacional de Basquete (LNB) está coletando relatórios, imagens e documentos oficiais do jogo de ontem (6) entre Minas Tênis Clube e Cerrado Basquete, pelo NBB, para denunciar o armador Nicolás Copello, do clube mineiro, por racismo.

Matheus Santos, conhecido como Buiú, afirma que Copello o chamou de "negro de merda" após a partida vencida pelo Cerrado, e, após a partida em Belo Horizonte, na ArenaBH, se dirigiu a uma delegacia próxima para abirr um boletim de ocorrência contra Copello.

O episódio gerou um tumulto no final da partida, que não teve transmissão em vídeo. Imagens publicadas pelo Café Belgrado, no X (ex-Twitter), mostram Buíu, revoltado, tentando ir para cima de um jogador do Minas, que seria Copello, enquanto colegas o seguram.

Em nota, o Cerrado expressou "veemente repúdio diante do lamentável episódio de racismo enfrentado pelo atleta Matheus Santos, carinhosamente conhecido como Buiú. As injúrias raciais proferidas durante o último jogo são inaceitáveis. As medidas legais cabíveis serão imediatamente acionadas junto à Liga da NBB. Reiteramos de maneira enfática que aqui, no Cerrado Basquete, não toleramos e repudiamos qualquer forma de racismo", comentou o clube.

O Minas também disse que não tolera e repudia qualquer tipo de preconceito, mas não anunciou nenhuma medida contra Copello, que chegou esta temporada ao basquete brasileiro e tem média de 5,9 pontos e 3,4 assistências no NBB. "O clube está apurando os fatos e se coloca à disposição para contribuir com as investigações. Reitera ainda que, como referência no cenário esportivo e na formação de atletas e cidadãos, sempre se pauta em valores e princípios do esporte e da educação, com cidadania e respeito", disse o clube mineiro.

Já a LNB acionou pela primeira vez seu protocolo antirracismo, que ainda não estava 100% implementado. "O protocolo prevê, como primeira ação, o acolhimento do atleta, o que foi feito através de conversa do mesmo com a coordenadora geral do Departamento Técnico da Liga Nacional de Basquete, Lilian Gonçalves. Após a partida e acompanhado de um representante do Cerrado e de seus familiares, Matheus Santos foi a uma delegacia policial na capital mineira para realizar boletim de ocorrência", explicou a liga que organiza o NBB.

Paralelamente, a LNB reúne "relatórios, imagens e documentos oficiais do jogo" para enviar até sexta-feira ao STJD da liga. A súmula do jogo, diferente do futebol, não relata esse tipo de situação, apenas estatísticas. Uma vez que os documentos estejam no SJTD, eles serão despachados à procuradoria do STJD, que terá dois dias para se manifestar. Assim, há tempo para uma suspensão provisória antes do próximo jogo do Minas, contra o Corinthians, dia 14.

Buiú está em sua primeira temporada pelo Cerrado, depois de ser um dos destaques do Paulistano no bicampeonato da Liga de Desenvolvimento. Foram quatro temporadas como reserva do clube paulista até chegar à equipe de Brasília, onde tem média de 10,7 pontos e e quatro assistências por partida, após 12 rodadas.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora