PUBLICIDADE
Topo

Grupo de 45 clubes vai a Brasília pressionar Maia pela MP do Mandante

Sem máscara, Bolsonaro encontrou dirigentes de clubes brasileiros durante a pandemia de covid-19 - Marcos Corrêa/Presidência da República
Sem máscara, Bolsonaro encontrou dirigentes de clubes brasileiros durante a pandemia de covid-19 Imagem: Marcos Corrêa/Presidência da República
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

29/09/2020 11h46

Os integrantes do Futebol Mais Livre se reúnem hoje (29) em Brasília para pressionar Rodrigo Maia pelo andamento da MP 984/2020, popularmente conhecida como a MP do Mandante. São 45 clubes que querem que o presidente do Congresso coloque em votação a medida que dá ao dono de casa o direito de negociar os direitos de transmissão.

Como mostrou a Veja e confirmou este blog, os times resolveram ir para o corpo a corpo depois de serem ignorados por mais de uma vez por Maia, que não pretende dar andamento a uma medida elaborada por Jair Bolsonaro.

A MP tem mais cerca de duas semanas para ser votada para não "caducar". Há um pessimismo entre a maior parte dos clubes para que a votação seja feita ainda em outubro, mas eles já desenham uma alternativa.

O plano é que o Bolsonaro reedite a medida em janeiro de 2021. A esperança é que a política da câmara esteja diferente nesta ocasião e, então, a MP voltaria com mais força. Os clubes estão convencidos que essa mudança é definitiva para a modernização do futebol brasileiro.

Recentemente, o grupo de clubes perdeu o apoio de Atlético-MG, Sport, Internacional e Corinthians após ação nos bastidores da Globo. Além disso, eles nunca conseguiram o apoio de São Paulo, Grêmio, Fluminense e Botafogo.

Após as saídas, o movimento Futebol Mais Livre conta com apoio dos seguintes times da Série A: Athletico, Atlético-GO, Bahia, Ceará, Coritiba, Flamengo, Fortaleza, Goiás, Red Bull Bragantino, Palmeiras, Santos e Vasco.

Ainda há outros times de outras divisões nacionais: ABC, América-MG, América-RN, Avaí, Bahia de Feira, Botafogo-PB, Botafogo de Ribeirão Preto, Brasil de Pelotas, Cascavel, Chapecoense, Confiança, CRB, Cruzeiro, CSA, Cuiabá, Ferroviário, Figueirense, Frei Paulistano, Guarani, Imperatriz, Juventude, Paraná, Paysandu, Londrina, Manaus FC, Náutico, Oeste, Operário, Remo, River-PI Sampaio Corrêa, Santa Cruz, Vila Nova e Vitória.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.