PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Jordan critica supertimes na NBA: 'Não pode ter duas forças e o resto lixo'

Michael Jordan na série documental "The Last Dance" - Divulgação Netflix
Michael Jordan na série documental "The Last Dance" Imagem: Divulgação Netflix

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/10/2020 19h37

Michael Jordan falou sobre o atual momento da NBA. A lenda do basquete criticou a formação de supertimes e disse que esses movimentos podem ser prejudiciais à liga.

"Acho que é necessário ter um equilíbrio competitivo na liga", disse o astro em entrevista à revista Cigar Aficionado, dedicada ao mundo dos charutos.

"Se um jogador é capaz de escolher ou determinar em qual time quer jogar, então haverá grandes diferenças de talento na liga. Por exemplo, se todo mundo quer jogar em Chicago, os melhores jogadores estarão lá. Pode parecer exagerado, mas começa a ter um pouco disso agora, com as estrelas tentando se juntar em um mesmo time. Creio que isso vai prejudicar a liga do ponto de vista competitivo. Somente uma ou duas potências e os outros 28 [times] serão lixo", acrescentou.

Essa não foi a primeira vez que Jordan falou sobre o assunto. Ele já criticou o acumulo de talento em uma mesma equipe anteriormente.

Michael Jordan é um dos maiores nomes da história da NBA. Ele foi seis vezes campeão da liga com o Chicago Bulls na década de 1990. Atualmente, o eterno camisa 23 é dono do Charlotte Hornets.

Basquete