PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Ex-presidente do Dallas Mavericks é acusado de assédio por ex-funcionárias

Terdema Ussery comandou o Dallas por 18 anos, deixando o time em 2015 - Getty Images
Terdema Ussery comandou o Dallas por 18 anos, deixando o time em 2015 Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

21/02/2018 09h19

O ex-presidente do Dallas Mavericks, Terdema Ussery, é acusado de assediar diversas ex-funcionárias. O site “Sports Illustrated” revelou que o chefe da franquia da NBA intimidava mulheres, montando uma equipe diretiva misógina, que encobria eventuais reclamações internas.

A publicação ouviu relatos de várias mulheres que trabalharam com Ussery. Em um dos depoimentos, uma ex-funcionária recém contratada pelo Dallas havia sentado para iniciar refeição. Ussery teria surgido e pedido para sentar-se próximo. A mulher ficou acuada. O ex-presidente do Mavericks teria perguntado à funcionária se ela estava interessada em participar de um "gang-banged" (sexo em grupo).

A mulher, que trabalhou no Mavericks de 2010 a 2011, disse que negou o pedido de Ussery, avisando que sairia com os amigos para assistir a um filme.

Pouco após o contato com o chefe, a mulher teria procurado outras funcionárias para comentar o ocorrido. A mulher afirma à “Sports Illustrated” que o relato foi ouvido sem surpresa pelas demais funcionárias. A mulher assediada ouviu que essa abordagem não era novidade no ambiente do Dallas. Ela foi aconselhada a jamais ficar sozinha no elevador com Ussery.

Outra mulher ouvida pela publicação norte-americana afirma também ter sido assediada por Ussery. A mulher, que não teve o nome revelado, disse que muitas mulheres deixaram a franquia por conta do comportamento do então presidente. Ela conta que Ussery montou uma equipe diretiva machista e misógina.

“Você não se sente segura em ir trabalhar, e não demora muito para procurar outro emprego”, disse.

“A gente se sentia desvalorizada. Muitos homens lá dentro davam escudo [para Ussery]”.

Terdema  Ussery comandou o Dallas Mavericks por 18 anos, deixando a equipe em 2015. Em contato com o "SI", Ussery negou as acusações. 

"Estou profundamente desapontado de que fontes anônimas tenham feito acusações falsas e difamatórias contra mim", informou Ussery em um comunicado. "Durante a minha carreira com os Mavericks, me esforcei para conduzir com personalidade, integridade e empatia".

Já o atual proprietário do Dallas, Mark Cuban, afirmou desconhecer os casos ocorridos na gestão anterior, lamentando as denúncias.

Basquete