PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Durant diz que não irá à evento na Casa Branca: "não respeito quem está lá"

Kevin Durant com seu troféu de jogador mais valioso (MVP) das Finais da NBA - Ezra Shaw/Getty Images/AFP
Kevin Durant com seu troféu de jogador mais valioso (MVP) das Finais da NBA Imagem: Ezra Shaw/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

17/08/2017 18h12

 Depois de Stephen Curry dizer que não gostaria de ir à solenidade na Casa Branca para a tradicional cerimônia dos campeões da NBA, Kevin Durant também falou sobre o assunto e disse que não irá encontrar o presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

“Eu não farei isso. Eu não respeito quem está lá no momento. Eu não concordo com o que ele (Trump) concorda, então minha voz será ouvida por não fazer isso (ir à cerimônia)”, comentou à ESPN norte-americana.

O jogador do Golden State Warriors ressaltou que a decisão não se trata de algo acordado com o clube, mas um gesto pessoal. “É só a minha opinião pessoal, mas se eu conheço os outros jogadores, eles concordam comigo”, disse.

Stephen Curry comentou há um mês que não gostaria de ir ao encontro do presidente. “Alguém me perguntou sobre isso há alguns meses, de maneira hipotética, se eu faria isso caso o título viesse e disse ‘não iria’. Ainda sinto assim hoje. Mas, obviamente como equipe, vamos conversar”, afirmou.

Durant também ressaltou o papel do presidente dos Estados Unidos na tensão racial que toma conta do país. “Ele está fazendo isso. Desde que ele foi eleito ou desde que disputou a presidência, nosso país está tão dividido e não é uma coincidência. Quando Obama estava na presidência, a gente tinha esperança nas comunidades”, analisou.

Basquete