PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Após Flamengo, NBA levará mais um time brasileiro para jogos nos EUA

Pivô Rafael Hettsheimeir pediu dispensa da seleção para se dedicar a treinos e NBA - Henrique Costa/Bauru Basket
Pivô Rafael Hettsheimeir pediu dispensa da seleção para se dedicar a treinos e NBA Imagem: Henrique Costa/Bauru Basket

Pedro Ivo Almeida e Fábio Balassiano*

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/08/2015 17h43

Após o Flamengo abrir as portas em 2014, o basquete brasileiro marcará presença mais uma vez durante a pré-temporada da NBA neste ano. Dando prosseguimento ao processo de aproximação com outros países, a principal liga de basquete do mundo convidou a equipe do Bauru para uma série de amistosos contra as franquias americanas nos próximos meses.

As partes ainda evitam falar abertamente sobre o assunto, mas as negociações já estão em fase avançada e o anúncio ocorrerá em evento na terça-feira da próxima semana (11/08), de acordo com pessoas próximas à NBA ouvidas pela reportagem. 

O calendário, inclusive, já está definido: Bauru entrará em quadra nos dias 7 e 11 de outubro para enfrentar New York Knicks e Washington Wizards, respectivamente.

Bauru, campeão da Liga das Américas - Reprodução/LNB - Reprodução/LNB
Bauru foi escolhido para jogos na NBA por ser campeão atual da Liga das Américas
Imagem: Reprodução/LNB

A equipe do Bauru foi escolhida por ser a atual campeão da Liga das Américas - principal torneio entre clubes do continente. O time ainda irá disputar o título intercontinental contra o Real Madrid, da Espanha, neste ano.

Problema na seleção
O acerto de Bauru para disputar amistosos na NBA ajuda a explicar o pedido de dispensa do pivô Rafael Hettsheimeir da seleção brasileira que se prepara para a Copa América - 31 de agosto a 12 de setembro. Pivô do time do interior paulista, o atleta resolveu dedicar-se aos treinamentos na equipe para os jogos nos Estados Unidos e disputa do título intercontinental - 25 a 27 de setembro.

O estafe do jogador entendeu que uma boa participação nos amistosos ajudaria o pivô na busca pelo tão sonhado contrato com uma equipe na NBA.

A decisão do atleta não foi bem digerida na comissão técnica da seleção brasileira. Ao ver Hettsheimeir preterir a equipe nacional, o técnico Rubén Magnano já sinalizou que não pretende mais contar com o jogador para os próximos compromissos – inclusive os Jogos Olímpicos Rio 2016.

*Atualizada às 20h35

Basquete