PUBLICIDADE
Topo

Como brasileiro enganou eletrônica para ter Corvette mais potente do mundo

Anderson Dick acelera seu Corvette C8 de 1.090 cv "na roda" durante prova de quarto de milha na Virgínia (EUA); ele obteve 2º melhor tempo da história para um Vette da atual geração - Divulgação
Anderson Dick acelera seu Corvette C8 de 1.090 cv 'na roda' durante prova de quarto de milha na Virgínia (EUA); ele obteve 2º melhor tempo da história para um Vette da atual geração
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/05/2021 04h00

Depois de converter sua F355 Spider 1998 de "pior Ferrari do Mundo" a um foguete turbinado com quase 800 cv nas rodas traseiras, o brasileiro Anderson Dick voltou a fazer barulho nas redes com um novo projeto automotivo. Morador de Atlanta, nos Estados Unidos, Dick transformou seu Corvette C8 no exemplar mais potente do mundo da atual geração do muscle car norte-americano.

O detalhe é que o esportivo da General Motors traz de fábrica uma trava eletrônica na respectiva ECU, a central de gerenciamento do motor, para impedir qualquer modificação nas especificações originais do motor 6.2 V8 naturalmente aspirado.

Como Dick conseguiu driblar a limitação para atingir 1.090 cv nas rodas, medidos recentemente em um dinamômetro, e bater o recorde de Emelia Hartford, que extraiu 1.036 cv do seu Vette C8?

Dinamômetro mostra que Corvette chegou a 1.075 hp (1.090 cv); brasileiro driblou 'trava' digital e elevou potência - Divulgação - Divulgação
Dinamômetro mostra que Corvette chegou a 1.075 hp (1.090 cv); brasileiro driblou 'trava' digital e elevou potência
Imagem: Divulgação

Já vamos contar os "truques" de Anderson para mais do que dobrar a cavalaria original. O primeiro deles foi instalar outro sistema de combustível, incluindo nova ECU, o "cérebro" do propulsor, utilizando kit da FuelTech - empresa de injeções programáveis fundada e comandada pelo gaúcho, que acaba de completar 18 anos e tem filial nos EUA.

Com a ajuda de amigos também brasileiros, Dick conta que levou cerca de um ano e teve de lidar com muitos perrengues e imprevistos até atingir o feito - reconhecido, segundo ele, por personalidades do mundo de customização e corridas de arrancada, como Daddy Dave, astro do programa "Corridas Proibidas", do Discovery Turbo.

Motor V8 naturalmente aspirado ganhou kit de injeção da FuelTech e duas turbinas gigantes da Garrett - Divulgação - Divulgação
Motor V8 naturalmente aspirado ganhou kit de injeção da FuelTech e duas turbinas gigantes da Garrett
Imagem: Divulgação

"O Dave me convidou para disputar com o Corvette uma corrida contra a picape preparada dele", relata o brasileiro.

A longa jornada até obter o recorde e chamar a atenção de norte-americanos incluiu muita tentativa e erro, incluindo a necessidade de retirar e instalar novamente o motor algumas vezes.

Ao abrir o cofre do motor central traseiro, logo nota-se que se trata de uma unidade de potência modificada muito além de novo mapeamento da injeção. Logo os dois turbos gigantes são notados, capazes de atingir 21 psi de pressão - o que é muita coisa.

Muscle car tem chamado a atenção dos norte-americanos graças ao trabalho de brasileiro - Reprodução - Reprodução
Muscle car tem chamado a atenção dos norte-americanos graças ao trabalho de brasileiro
Imagem: Reprodução

"Para lidar com tanta potência, o jeito foi instalar novo kit de embreagens de alta performance Dodson para o câmbio automatizado 'dual clutch' que vem de fábrica no carro", explica Dick.

Como aconteceu com sua Ferrari conversível amarela, que já viralizou nas redes, todo o trabalho foi realizado na oficina da FuelTech em Atlanta - o trabalho, que ainda não está pronto, tem sido registrado em vídeos postados por Dick no respectivo canal no YouTube, que leva seu nome.

Tirando a prova na pista

Anderson Dick e o seu Corvette C8; customizações do gaúcho viraram vitrine da FuelTech - Reprodução - Reprodução
Anderson Dick e o seu Corvette C8; customizações do gaúcho viraram vitrine da FuelTech
Imagem: Reprodução

Após a medição da potência no dinamômetro, o empresário fez o que era esperado: levou seu Vette preparado para a pista - mais precisamente, o autódromo Virginia Motorsports Park, no Estado norte-americano da Virgínia.

Em vídeo publicado há cerca de três semanas, Dick pisou fundo com o Corvette C8 mais potente do planeta na tradicional prova de quarto de milha, na qual os carros aceleram tudo em linha reta ao longo de 402 metros de distância.

Corvette C8 'mexido' durante participação em corrida de quarto de milha disputada na Virgínia - Divulgação - Divulgação
Corvette C8 'mexido' durante participação em corrida de quarto de milha disputada na Virgínia
Imagem: Divulgação

A intenção era bater o recorde atual de um C8 nessa disputa, que é de 9,41 segundos a 231,7 km/h e também pertence a Emelia Hartford.

Por conta de um vazamento de ar que reduziu a pressão das turbinas, dessa vez não deu para quebrar essa marca: Anderson Dick conseguiu 9,72 segundos e 234,9 km/h - foi o segundo melhor tempo da história para um Vette da atual geração. Mas ele já planeja nova tentativa. Será que vai conseguir?