PUBLICIDADE
Topo

Por que Ford ousou ao lançar um SUV elétrico com o nome do Mustang

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo

26/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Nome causou polêmica entre fãs do clássico esportivo
  • Marca se refere ao SUV como um "novo cavalo no estábulo"
  • Fabricante adotou tática conhecida no marketing como extensão de marca

A Ford fez um movimento arriscado ao batizar seu primeiro SUV elétrico produzido em série.

Ao chamá-lo de Mustang Mach-E, a empresa tenta associar um novo produto ao nome mais famoso da história da Ford.

Só que ao mesmo tempo também já prevê uma chuva de críticas. Tanto é que a empresa se preparou (muito bem, aliás) para reações adversas antes mesmo da estreia do modelo nos Estados Unidos.

"Novo cavalo no estábulo"

Todos os funcionários da Ford estavam com o discurso perfeitamente ensaiado e entrosado já durante a pré-estreia do Mach-E, evento no qual UOL Carros esteve presente dias antes do Salão de Los Angeles.

Não foram poucas as vezes que executivos da marca classificaram o SUV como "um novo cavalo no nosso estábulo", deixando claro que cada modelo terá seu espaço bem definido dentro da linha.

Houve espaço até para uma referência a um dos projetos mais controversos da história recente dos SUVs.

"A Porsche ouviu o mesmo tipo de questionamento quando lançou o Cayenne e hoje ele corresponde a boa parte do faturamento da marca", disse um dos executivos.

É, acho que deu para entender o recado.

Extensão de marca

Esqueça por um momento a existência de um Mustang SUV e vamos aos fatos. Faz tempo que as fabricantes pegam carona em nomes consagrados para vender novos produtos.

No mundo do marketing a prática é conhecida como extensão de marca.

Exemplos não faltam. Não foi por acaso que a Chevrolet trocou o consagrado nome Prisma por Onix Plus. Ou existe algum outro motivo para a Land Rover ter batizado o substituto do Freelander (um nome que já havia conquistado seu espaço) como Discovery Sport?

Até dentro da própria Ford isso acontece com frequência. Pouca gente lembra que a marca vendeu uma perua de luxo chamada Del Rey Scala antes da conhecida Belina. No fundo, os dois carros tinham mais semelhanças do que diferenças.

Recentemente, a montadora rebatizou o Focus Sedan como Fastback para associá-lo a esportividade. Qual foi a fonte de inspiração? O Mustang.

Acostume-se

Talvez você faça parte do grupo que torceu o nariz quando descobriu que um SUV elétrico carregaria um nome tão poderoso assim.

Se este for seu caso a gente entende perfeitamente os motivos, mas fica a dúvida: será que se a Ford tivesse escolhido outro nome o Mustang Mach-E teria atraído tanta atenção assim? É bem provável que não.

Tempo você vai ter para refletir, até porque o Mach-E ainda vai levar algum tempo para chegar ao Brasil - se chegar, é claro. Quem sabe você não se acostuma até lá?