PUBLICIDADE
Topo

Honda Civic confirma alterações de visual nos EUA, mas esconde preço; veja

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/09/2018 15h32

Alterações da linha 2019 do mercado norte-americano podem indicar mudanças para o carro brasileiro no modelo 2020

Depois do anúncio de mudanças no estilo, no mês de agosto, a Honda dos Estados Unidos finalmente divulgou mais imagens e detalhes sobre a linha 2019 do Civic (Coupé e Sedan). Ainda não há qualquer informação sobre preços, mas já está confirmado que o motor 2.0 aspirado vai mover apenas as versões de entrada (LX e a nova Sport) — as demais apostam no motor 1.5 turbo da linha EarthDreams.

Como já havia sido noticiado, o visual do face-lift inclui novos para-choques, grade frontal redesenhada (e com acabamento em preto brilhante na versão Sport), além do uso de conjunto óptico Full-LED, bem como rodas de liga leve de 18 polegadas e cores mais chamativas para toda a gama.

Veja mais

+ Como ficou o rival Volkswagen Jetta 2019
+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram oficial de UOL Carros
+ Siga UOL Carros no Twitter

Tela multimídia com tela tátil de sete polegadas com nova geração dos sistemas Android Auto e Apple CarPlay, mais um botão físico de volume dão cabo das novidades no interior da cabine.

Por fim, toda a linha Civic agora traz de fábrica o pacote de assistências de condução "Honda Sensing", com frenagem autônoma de emergência, alerta de colisão, sistema de manutenção em faixa e controle de cruzeiro adaptativo.

E por aqui?

O Brasil fabrica seu próprio Honda Civic Sedan, mas a atual geração (décima, que está sendo fabricada desde 2016) segue as determinações de estilo e nível de equipamentos da Honda norte-americana. Ou seja, as mudanças de metade de ciclo nos EUA podem influenciar de alguma forma o futuro do carro por aqui.

É quase certo que alterações visuais devam fazer parte da gama Civic aqui no Brasil em 2019 — acreditamos, sobretudo no pacote de assistências ao condutor, já que o visual do carro brasileiro é mais conservador — quando o modelo nacional entra na linha 2020, sobretudo com a chegada de modelos como o novo Volkswagen Jetta.