PUBLICIDADE
Topo

Cinco dicas para a bateria da sua moto durar mais

Componente tem vida útil de até três anos, mas exige cuidados para funcionar corretamente por mais tempo - Divulgação
Componente tem vida útil de até três anos, mas exige cuidados para funcionar corretamente por mais tempo Imagem: Divulgação
Arthur Caldeira

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Colunista do UOL

26/07/2020 04h00

Nada pior do que tentar ligar sua moto para um passeio no fim de semana e ouvir o clássico "nhec-nhec", vindo do motor de partida que não tem carga para girar. Na maioria das vezes, o problema está na bateria.

O componente pode ter sofrido sobrecarga ou perdido a carga. Com isso, não gera energia suficiente para o motor de arranque e outros itens elétricos da moto funcionarem.

Há diversos motivos que comprometem a vida útil da bateria da moto, estimada entre um e três anos, variando de acordo com a qualidade da fabricação. Entretanto, a forma de utilização da bateria fará toda a diferença.

Conversamos com o coordenador de assistência técnica das baterias Heliar, Adelmo Leite, que listou hábitos comuns, que podem comprometer a durabilidade da bateria da sua moto. Confira.

Virar a chave

Chave na ignição - Divulgação - Divulgação
Só gire a chave quando for dar partida na moto; isso evita que descarregue a bateria
Imagem: Divulgação
Muita gente tem o hábito de girar a chave de ignição da moto, enquanto o veículo está parado, sem dar a partida. Isso faz o farol se acender e poderá esgotar a capacidade da bateria. Só gire a chave quando for dar partida.

Muitos acessórios

Instalar equipamentos eletrônicos que não seguem as especificações de fábrica, como alarmes, rastreadores, faróis mais potentes e caixas de som sem fazer a adequação do sistema elétrico podem sobrecarregar a sua bateria. E fazer ela curar menos.

Moto parada

Deixar a moto parada na garagem por mais de cinco dias, por exemplo, pode não deixar você na mão na primeira vez. Mas, se ficar em desuso, poderá haver perda de energia, o que diminui a vida útil do componente. O ideal é andar com a moto por, pelo menos, cinco quilômetros por dia. Isso ajuda a carregar a energia da bateria.

Pé no freio

Pé na pedal de freio - Divulgação - Divulgação
Cuidado para não pilotar com o pé apoiado no pedal: isso acende a luz de freio e pode reduzir a vida útil da bateria
Imagem: Divulgação
Alguns motociclistas têm o mau hábito de pilotar com o pé apoiado no pedal de freio. Isso faz com que a luz acenda com mais frequência, demandando energia da bateria. Não faça isso, para evitar o uso desnecessário da carga da bateria.

Revisão periódica

Segundo, Adelmo Leite, da Heliar, toda demanda de energia da motocicleta recai na bateria: sistema de iluminação, injeção eletrônica, painel, etc... "Por isso, fazer manutenções na moto periodicamente, pode auxiliar para que a bateria funcione corretamente por mais tempo", conclui.